Bolsas

Câmbio

Apple busca incentivos fiscais para fábrica na Índia

Shruti Srivastava

(Bloomberg) -- A Apple quer que o governo da Índia ofereça incentivos fiscais para os iPhones que a empresa planeja fabricar no país, segundo uma pessoa com conhecimento do assunto.

A companhia escreveu ao Ministério da Indústria em novembro solicitando tarifas mais baixas de importação e manufatura, disse a fonte, que pediu para não ser identificada, citando restrições para divulgar informações para a mídia. Os incentivos devem continuar mesmo diante da expectativa do novo imposto para mercadorias e serviços, que uniformizará todas as tarifas existentes no país, disse a pessoa.

A fabricante dos iPads e iPhones, com sede em Cupertino, na Califórnia, está ansiosa para lançar operações no mercado de celulares que mais cresce no mundo em meio à desaceleração da expansão em países como a China.

A Apple está perdendo a disputa para rivais que oferecem aparelhos mais baratos na Índia, uma economia de US$ 2 trilhões. Produzir equipamentos no país poderia acelerar o lançamento de suas icônicas lojas de varejo para atrair a crescente demanda da segunda nação mais populosa do mundo.

A trajetória da Apple rumo a uma maior fatia das vendas na Índia não tem sido fácil. Sua solicitação para abrir lojas foi rejeita por não atender às regras locais, que normalmente exigem que pelo menos 30% dos componentes sejam fabricados localmente, antes que uma empresa estrangeira possa vender por meio de suas próprias unidades. A Apple fabrica a maioria de seus produtos na China e atualmente não atende a tais critérios.

Um porta-voz da Apple na Índia e Mattu J.P. Singh, porta-voz do Ministério da Indústria e Comércio do país, não estavam disponíveis para comentar o assunto.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, quer que as companhias produzam localmente como parte de sua política "Make in India", destinada a colher os benefícios que acompanham as unidades fabris e a geração de emprego. Sua administração não quer que empresas de tecnologia vendam produtos e se aproveitem de sua ampla base de consumidores sem investir capital próprio.

A Apple pretende iniciar as discussões com o departamento tributário sobre as potenciais taxas sobre seus ganhos na Índia, disse a fonte. A empresa também busca vantagens competitivas comparadas às outras economias onde já tem fábricas.

Embora a Foxconn Technology Group --principal parceiro de produção da Apple-- tenha sinalizado planos de montar telefones no país para marcas como a chinesa Xiaomi Corp., a maioria dos iPhones é finalizada na China. A empresa de Taiwan começou a fabricar os primeiros smartphones na Índia apenas em meados de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos