Bolsas

Câmbio

Troque o dirty martini pelo 50/50, o drinque do momento

Christopher Ross

(Bloomberg) -- Para uma bebida com apenas dois ingredientes, o martini provoca um nível desproporcional de discórdia.

Sua origem exata ainda é motivo de divergências, mas a adorada combinação de vermute seco com alguma outra bebida clara tende a atrair os puristas, que insistem teimosamente em seu dogma particular: gim em vez de vodca; duas azeitonas em vez de casca de limão; mexer em vez de agitar; e não ouse exagerar a dose do vermute.

Mas os bartenders estão começando a rejeitar ideias tão rígidas sobre esse clássico do século 20. "Minha filosofia é que existem regras demais", disse Alessandro Palazzi, gerente do bar do Dukes, a elegante meca de Londres que seria o lugar onde o escritor Ian Fleming inventou o pedido de martini de James Bond. Hoje, uma seção do menu do Dukes aconselha os clientes a não se renderem ao costume e simplesmente pedirem uma versão que excite seu paladar.

Uma variação em particular vem roubando as atenções: o 50/50. Trata-se de uma versão refrescante e fácil de beber com partes iguais de gim e vermute seco em vez das especificações de duas partes para uma da receita tradicional. Para os críticos do vermute -- como Winston Churchill, que disse certa vez que todo o vermute de que seu martini precisava era um aceno em direção à França, onde boa parte do produto é feito -- essa fórmula pode ser vista como apostasia.

Menos álcool não é ruim

Os apreciadores de bebidas alcoólicas modernos, contudo, estão se inclinando para coquetéis com menos álcool e mostrando um novo interesse por vinhos fortificados como o vermute. Enquanto as versões mais secas do martini descem queimando, o 50/50 é mais "molhado" e esconde seu teor alcoólico sob um perfil botânico rico e cheio de sabor que evoca pétalas de rosas, ervas secas e cítricos. Uma proporção maior de vermute dá uma textura exuberante -- e uma cabeça mais arejada pela manhã.

O 50/50 ganha a preferência do próprio Palazzi. "É uma bela bebida", disse ele, no mais próximo que consegue chegar de um elogio. Sua única regra? Sinta os sabores de seu martini como faria com uma taça de vinho, independentemente de sua receita preferida. "É preciso tomar-se um tempo com ele", disse ele.

A receita do martini 50/50
44 ml de gim (de sua preferência, embora os filisteus também possam usar vodca)
44 ml de vermute seco (recomendamos Dolin Dry)
1 limão
Combine em um copo misturador, encha de gelo e mexa até gelar. Coloque em uma taça coupe ou de martini e sirva com casca de limão.

Para entrar em contato com o repórter: James Gaddy em Nova York, jgaddy@bloomberg.net.

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net, Taís Fuoco

©2017 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos