Bolsas

Câmbio

Gripe aviária é detectada perto de estados produtores dos EUA

Megan Durisin

(Bloomberg) -- Uma forma fatal de gripe aviária foi confirmada em uma criação de frango no sul do Tennessee, o que marca o primeiro caso em uma granja comercial nos EUA neste ano.

A gripe aviária H7 altamente patogênica foi detectada em uma granja de criação de frango com 73.500 aves em Lincoln County, informou o Serviço de Inspeção da Saúde de Animais e Plantas do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês), em um comunicado no domingo. O lugar foi colocado em quarentena e a criação será sacrificada para evitar que a doença se espalhe. Nenhuma das aves entrará no sistema alimentar, informou o órgão.

O Tennessee tem fronteiras com vários dos maiores estados produtores de carne de frango dos EUA, como Geórgia, Alabama, Arkansas e Carolina do Norte. Acredita-se que o vírus se espalhe em parte por causa de pássaros selvagens migratórios, o que representa o risco de que ele possa chegar a outras granjas.

"A saúde animal é nossa maior prioridade", disse Charles Hatcher, veterinário do estado de Tennessee, em um comunicado. "Com a identificação deste caso de gripe aviária altamente patogênica, estamos agindo de forma rápida e enérgica para evitar que o vírus se espalhe."

A Coreia do Sul proibiu a importação de aves dos EUA após a descoberta, informou o Ministério da Agricultura nesta segunda-feira. O país enfrentou o aumento de preço dos ovos e sacrificou seletivamente quase 34 milhões de aves devido a um surto interno. Embora produtores de aves da Europa e da Ásia tenham enfrentando a gripe aviária nos últimos meses, o Brasil, maior exportador de frango do mundo, permanece incólume até o momento.

Primeiro caso

O caso de gripe aviária altamente patogênica é o primeiro registrado no Tennessee, de acordo com o departamento de agricultura do estado. A forma altamente patogênica do vírus pode ser fatal para frangos e perus domésticos. Cerca de 30 granjas das redondezas também estão em quarentena, embora nenhuma tenha registrado aumento na mortalidade das aves, informou o departamento.

A região sudeste dos EUA foi, em grande parte, poupada da gripe aviária durante o último grande surto da doença nos EUA, que se concentrou nas granjas de peru e ovos no centro-oeste e provocou a morte de mais de 48 milhões de aves até meados de 2015, tanto por causa do contágio quanto por causa do abatimento seletivo. A gripe aviária altamente patogênica foi detectada uma vez no ano passado em uma granja de peru em Indiana. Surtos anteriores levaram alguns países importadores a limitar as remessas de aves das regiões afetadas.

Estima-se que os EUA produzirão o recorde de 41,081 bilhões de libra-peso de frango neste ano, de acordo com projeções da USDA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos