Bolsas

Câmbio

Como usar um cardigan sem ficar parecendo um vovô

Troy Patterson

(Bloomberg) -- Para você, qual é o agasalho de lã mais discutível dos homens? O casaco vermelho e verde com renas natalinas e gola arredondada? O colete ligeiramente efeminado? O pulôver enrolado no pescoço como o de um vilão de comédia adolescente dos anos 80?

Apesar de todos os tipos citados serem concorrentes dignos desse prêmio curioso, eu digo que a peça realmente merecedora do título é um casaco que agora está voltando à moda: o cardigan leve.

O cardigan, de uma forma geral, tem sido desprezado pelos críticos que opinam, mas não entendem muito do assunto. A objeção padrão é que ele dá aos seus usuários toda a força (e nada do charme) do apresentador do seriado Mr. Rogers' Neighborhood. Há 40 anos, o presidente dos EUA, Jimmy Carter, usou um cardigan para fazer um discurso na Casa Branca -- um modismo que coincidiu com o declínio de sua sorte política. E esta é apenas a ponta desse iceberg com botões.

O que corrói a reputação da peça da mesma forma que as traças roem seus fios de lã é que os críticos zombam dele, afirmando que se trata de uma roupa apropriada para velhos, tímidos e bonzinhos. O recente sucesso popular do cardigan moderadamente grosso com gola xale, como os da Rag & Bone, Ralph Lauren e outros, dá aos opositores um argumento definitivo. Entre as malhas que exaltam o peitoral, essa é a mais confortável que um homem pode chegar a encontrar.

Ao mesmo tempo, os cardigans de fios mais delicados, como os de lã merino extrafina e algodão pima, continuam a suscitar o mesmo escárnio. Às vezes o desrespeito é totalmente merecido, mas tudo depende de como a peça é usada.

Além disso, é muito prático usar um cardigan nesta época do ano no Hemisfério Norte. Ele é fácil de tirar, um fator essencial para o controle climático pessoal. Flexível em sua fragilidade, o cardigan fino combina clima e dignidade se ele e você forem tratados com o grau apropriado de respeito.

Em um contexto casual, é melhor pensar o cardigan leve como o irmão maleável do blazer. Você se verá melhor de suéter se ele tiver algum contraste de cores entre as metades superior e inferior. O mesmo princípio se aplica aos cardigans usados com ternos como se fossem coletes.

As opções descritas acima são viáveis se estivermos falando em usar o cardigan com um terno escuro, uma camisa com colarinho e uma gravata de seda convencional. Mesmo assim, o conjunto pode ser patético. O cardigan fica melhor com um colarinho com botão e uma gravata de malha. Ele gosta mais de um paletó quase professoral -- de veludo cotelê ou de tweed.
Você poderia não usar um prendedor de gravata com seu cardigan só, e apenas só, se você fosse o sr. Fred Rogers. Mas, infelizmente, ele já morreu. No entanto, ele descansará mais paz se você seguir o exemplo dele. E você nunca vai errar se usar o cardigan em um contexto que também seria apropriado para algo como um Keds clássico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos