Bolsas

Câmbio

Ir ao Polo Sul de carro é uma viagem inusitada e maravilhosa

Nikki Ekstein

(Bloomberg) -- Você está procurando um destino inexplorado e excelente? Que tal dirigir bem para o sul, a ponto de chegar ao Polo Sul?

Em novembro, isso será possível em uma viagem de carro de aproximadamente duas semanas pela Antártida com a Explorations Company.

Soa intrépido? Isso é apenas o começo. Os viajantes terão a chance de escalar a montanha mais alta da Antártida, o monte Vinson (que registra 3.048 metros); cruzar a planície sobre esquis; e encontrar o lugar do planeta onde todos os 24 fusos horários se encontram e o tempo perde todo o sentido convencional. E, se tudo der certo, você pode até mesmo tentar bater o recorde mundial da travessia antártica mais rápida.

Tudo isso faz parte de duas viagens exclusivas que receberão apenas seis viajantes cada ? e custarão US$ 165.000 por pessoa.

"Simplesmente não se faz esse tipo de coisa, e é por isso que essa viagem é tão especial", disse Nicola Shepherd, proprietária e diretora da Explorations Company, cujo forte é vincular viajantes com conservacionistas de renome internacional nos lugares mais extravagantes do planeta, como Botsuana e Índia. Aqui na Antártida, ela está vinculada a pesquisadores do clima ? que foram os que originaram essas viagens geladas.

A logística

O clima é apenas o primeiro de vários desafios (a temperatura pode facilmente rondar 50 graus negativos). Como os passageiros precisam de pelo menos 10 dias para realizar a travessia por terra de ida e volta ao Polo Sul, não é interessante pegar uma embarcação lenta para chegar à Antártida.

Em vez disso, eles viajam em uma aeronave russa Ilyushin-76. Por fora, ela parece "um pouco com a morte", brincou Shepherd, mas é o modo mais confortável de cruzar o Estreito de Magalhães. Quando a aeronave pousa na pista coberta de gelo da Antártida, uma frota de caminhonetes 6x6 está à espera para começar a verdadeira viagem.

Os veículos adaptados ao polo ? uma frota de 19 veículos Toyota Hilux reequipados e abastecidos com um combustível especialmente formulado que não se congela ? são da alçada da Arctic Trucks, uma companhia que organizou viagens para a Top Gear e a realeza britânica (o príncipe Harry usou-a em sua viagem de caridade ao Polo Sul em 2013 pela Walking With the Wounded).

Expedição

Mas esta viagem não oferece o mesmo que um hotel de luxo; ela é a expedição de sua vida. E, embora sejam calculados 10 dias do começo ao fim, nunca se sabe ao certo.

"Por mais que essa viagem seja vendida como turística, não são férias tranquilas e convencionais ? é uma expedição", explicou Shepherd, em entrevista por telefone à Bloomberg de sua sede em Gloucestershire, Reino Unido. Para cada viajante no comboio, há cerca de quatro profissionais: médicos, pesquisadores e especialistas na região que sabem se locomover pela paisagem completamente branca.

Os viajantes precisam passar por avaliações de aptidão física para garantir que conseguirão suportar as condições extremas.

Então, qual é o público-alvo? Gestores de fundos britânicos e banqueiros suíços foram os que reservaram até o momento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos