Bolsas

Câmbio

Venezuelanos ricos buscam refúgio do caos em Madri

Maria Tadeo e Sharon Smyth

(Bloomberg) -- Para os exilados venezuelanos endinheirados, Madri virou um lar longe de casa.

Os venezuelanos estão recorrendo cada vez mais à capital espanhola como lugar para investir em um momento em que seu país mergulha mais fundo no caos econômico e em que o sentimento político se torna mais amargo em refúgios dos EUA, como Miami. O número de venezuelanos que chegam à Espanha aumentou mais de 50 por cento em 2015, segundo o escritório de estatísticas espanhol, maior aumento depois dos imigrantes da Ucrânia.

Com idioma comum, política estável e um mercado imobiliário que ainda está se recuperando de um colapso de seis anos, a Espanha possui muitos atrativos para os venezuelanos ricos que buscam proteger seus ativos da desordem econômica em seu país de origem. O número de propriedades vendidas a cidadãos venezuelanos deu um salto de 17 por cento em 2016, segundo o registro de propriedades da Espanha.

"Quanto pior a situação na Venezuela, mais eles compram em Madri", disse Alvaro González de la Hoz, diretor geral da unidade imobiliária da Petrus Grupo Inmobiliario, especializada em venda e locação de propriedades de alto padrão no elegante bairro de Salamanca, em Madri. "Eles se sentem seguros aqui, eles querem a qualidade de vida, eles falam o idioma -- e eles estão tirando dinheiro da Venezuela."

Atingida por uma inflação galopante e pelo aumento da criminalidade, a Venezuela caiu em uma fossa econômica.

Para os agentes imobiliários de Madri que trabalham com propriedades de luxo a crise venezuelana gerou uma oportunidade de negócio.
Os clientes de González de la Hoz normalmente são famílias de alta renda de Caracas que buscam comprar nos melhores bairros de Madri. Eles estão dispostos a pagar um preço elevado para investir na capital, disse.

Milha dourada

Um apartamento de luxo na chamada milha dourada de Madri, em Serrano -- cheio de restaurantes e lojas de grifes de alto padrão -- pode custar mais de 7.000 euros (US$ 7.357) o metro quadrado. Os compradores venezuelanos podem estar preparados para pagar muito mais do que isso para fechar negócio por uma propriedade, disse González de la Hoz.
Como parte dos esforços para reanimar seu mercado imobiliário, a Espanha iniciou o chamado programa do visto dourado em 2013 para atrair investimentos de estrangeiros ricos.

O número de venezuelanos que chegam à Espanha subiu mais de 150 por cento desde 2013, passando de cerca de 7.000 chegadas anuais para mais de 19.000. Os números do ano passado são preliminares, mas apontam mais um ano recorde, com a chegada de mais de 10.000 venezuelanos à Espanha no primeiro semestre do ano.

Mais venezuelanos estão se mudando para Madri também talvez porque o clima político nos EUA -- destino favorito dos sul-americanos ricos -- se tornou mais complexo após a eleição de Donald Trump, disse Alexandre Rangel Lattuf, CEO da Grupo SIEspana, uma firma com sede em Miami que oferece assessoria a venezuelanos que buscam investir na Espanha. Comprar uma casa e investir na Espanha lhes dá acesso a outros países da União Europeia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos