PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Inovações que podem revolucionar viagens aéreas

Nicholas Brautlecht e Tom Lavell

04/04/2017 09h05

(Bloomberg) -- Diante da escassez de novos modelos de avião, o setor da aviação está intensificando a busca por inovações a bordo para atrair passageiros com assentos mais amplos, atendimento mais rápido e até mesmo panquecas recém-preparadas.

Entre as novidades deste ano, a Qatar Airways revelou um leito executivo que pode ser girado para formar uma área de reunião para quatro ou uma cama de casal.

A Emirates, que tem sede em Dubai e já oferece chuveiros a bordo de seus superjumbos A380, está reformando seus bares voadores com um estilo de primeira classe. Enquanto isso, a Airbus Group anunciou na terça-feira que modificará a chamada grande escadaria do A380, de dois andares, para criar mais espaço para os passageiros.

A próxima geração de equipamentos, em exibição na Aircraft Interiors Expo 2017, que começa em Hamburgo nesta terça-feira, inclui inovações para aumentar a densidade de assentos, automatizar o atendimento a bordo (atenção, comissários!) e entreter os passageiros. Junto com avanços de ordem mais prática há outros que talvez nunca vejam a luz do dia. A Bloomberg selecionou algumas das inovações que valem a pena conferir.

Garçom cibernético

Projeto de robô-carrinho de comida para avião exposto da Aircraft Interiors Expo 2017 - Divulgação/Altran - Divulgação/Altran
Imagem: Divulgação/Altran

Cansado de perder na loteria do carrinho de bebidas? A Altran, com sede em Paris, inventou um garçom robótico que recebe seu pedido de bebidas e lanches com antecedência e leva-o à sua fila. O carrinho autônomo também coleta o lixo no fim do voo, para que os comissários de bordo humanos possam se concentrar em assuntos mais importantes, como a segurança. E violações à moda. Infelizmente, o robô não tem braços, então o trabalho de passar café quente aos passageiros do assento da janela será dos sortudos que estiverem sentados no corredor.

Eliminador de germes

Germfalcon, máquina de limpeza do interior de aeronaves - Divulgação/GermFalcon - Divulgação/GermFalcon
Imagem: Divulgação/GermFalcon

Usando uma tecnologia que já é empregada para desinfetar hospitais e fontes municipais de abastecimento de água, o GermFalcon emitirá luz ultravioleta a bordo para higienizar os braços dos assentos, as mesinhas e até mesmo os sanitários. A máquina parece um carrinho de bebidas com braços e pode matar vírus e bactérias em 54 poltronas em 1 minuto. Com toda a radiação que já existe em aeroportos e aviões, quem vai se importar com alguns raios a mais?

Gourmet a bordo

Fogão para o interior de aeronaves, exposto na Aircraft Interiors Expo 2017 - Divulgação/Lufthansa - Divulgação/Lufthansa
Imagem: Divulgação/Lufthansa

Se seu filé estiver passado demais, em breve você poderá devolvê-lo. A Lufthansa está fabricando fogões seguros a bordo para fritar ovos, torrar pães e preparar arroz a mais de 9.100 metros de altitude. Mas não tenha receio de que seu terno recém-saído da lavanderia fique com o cheiro de uma colher gordurosa quando você aterrissar para sua reunião: o fogão, que parece um laboratório científico, vem com um exaustor. E com uma trava para evitar que uma frigideira repleta de lombos escaldantes saia voando pelo corredor em caso de turbulência.

Criador de espaço

Assentos deslizantes para aeronaves, exposto da Aircraft Interiors Expo 2017 - Divulgação/Molon Labe - Divulgação/Molon Labe
Imagem: Divulgação/Molon Labe

Assentos deslizantes são o caminho do futuro. É nisso que a Molon Labe Designs quer que você acredite. A empresa propõe reconfigurar as cabines com assentos do corredor que deslizam sobre os assentos do meio para ampliar o espaço de passagem durante o embarque. A startup com sede em Denver também oferece assentos do meio que são os mais amplos do setor, com 53 centímetros, e se posicionam mais para trás e um pouco mais abaixo que as poltronas vizinhas, para que haja menos lugar para disputas pelo braço das cadeiras.

Brasil entra na rota do A380, maior avião comercial do mundo

UOL Notícias