Bolsas

Câmbio

Chicago acha que estudantes sem planos não devem se formar

Polly Mosendz

(Bloomberg) -- Os estudantes do sistema de escolas públicas de Chicago (Chicago Public Schools) em breve terão de fazer mais do que simplesmente passar em todas as matérias para se formar. A partir do grupo de 2020, os alunos do ensino médio deverão apresentar um plano para depois da formatura antes de receberem o diploma.

O novo requisito, chamado "Learn. Plan. Succeed." ("Aprenda. Planeje. Seja bem-sucedido"), foi anunciado pelo prefeito de Chicago, Rahm Emanuel, e pela diretora educacional do CPS, a Dra. Janice K. Jackson, na quarta-feira.

Além de uma carta de admissão de uma faculdade, as escolas também aceitarão uma carta de alistamento militar, uma oferta de emprego, um lugar em um programa de emprego, um estágio comercial ou um lugar em um programa de ano sabático.

"Todos nós precisamos mudar a maneira de pensar sobre o que significa se formar no ensino médio ? um diploma por si só já não é mais suficiente", disse Jackson em um comunicado. "No CPS, há muito tempo pensamos que o ensino médio é apenas um ponto de partida e agora estamos garantindo que cada um de nossos alunos realmente pense sobre o próximo passo ? e que faça algo para ser bem-sucedido." Em um comunicado, Emanuel se referiu ao diploma do ensino médio como "um marco, não um objetivo final".

O sindicado local de professores Chicago Teachers Union (CTU) afirmou que é contra o plano. "Com os problemas de orçamento que o próprio Chicago Public Schools causou, a maioria das escolas não conta com uma equipe de conselheiros adequada, que seria necessária para ajudar os alunos com os planos para o futuro", disse Ronnie Reese, gerente de comunicações do CTU. "Portanto, o prefeito está criando um requisito para o sucesso que ? como diretor do distrito escolar ? ele sempre se empenhou em debilitar." A American Federation of Teachers, um sindicato nacional, reiterou a posição do CTU.

Consultada sobre os receios do sindicato, Jackson disse que "não sabia ao certo" por que o grupo se opunha ao plano. As escolas não contratarão mais conselheiros, mas Jackson disse que eles capacitarão os existentes para fazerem assessoramento universitário e acrescentou que os conselheiros já são obrigados a ajudar os estudantes no processo de admissão.

O impulso para a nova exigência foi um relatório da Universidade de Chicago que concluiu que entre os estudantes do CPS que pretendem frequentar um curso universitário de quatro anos, apenas 41 por cento tomam as medidas necessárias para se candidatar e se matricular. Os formados no sistema CPS são automaticamente aptos para os programas de dois anos das faculdades municipais de Chicago.

A proposta está sujeita à aprovação do conselho escolar de Chicago. O conselho escolar do estado de Illinois, que estipula requisitos mínimos para a formatura, informou que não viu uma política formal para o CPS. "Os distritos podem optar por adotar requisitos para a formatura, além das exigências estaduais", disse uma porta-voz do conselho estadual.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos