Governo aceita ceder em até 20% para aprovar reforma da Previdência, diz fonte

Rachel Gamarski

(Bloomberg) -- A equipe econômica está disposta a abrir mão de até 20% da economia prevista na proposta original de reforma previdenciária enviada ao Congresso, disse uma pessoa com conhecimento direto sob a condição de anonimato.

Os núcleos político e econômico do governo avaliam a redução da idade mínima da aposentadoria rural para 60 anos, e não 65 como na proposta original, disse a fonte.

Outra mudança provável é a autorização de acumular a aposentadoria e pensão desde que o total do benefício não ultrapasse dois salários mínimos. A proposta enviada pelo governo proibia o acúmulo de benefícios previdenciários.

O governo está convencido de que sem alterações, a reforma não será aprovada. O Ministério da Fazenda não quis comentar e a Presidência não respondeu aos pedidos de comentário da Bloomberg.

Nesta quinta-feira, o governo autorizou mudanças na proposta de reforma da Previdência para abarcar reivindicações de congressistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos