Bolsas

Câmbio

Operação Carne Fraca

Blairo: Brasil pode perder até US$ 1,5 bi em exportação de carne

Gerson Freitas Jr., David Biller e Julia Leite

(Bloomberg) -- Os frigoríficos brasileiros podem perder até US$ 1,5 bilhão em exportações neste ano depois que um escândalo de corrupção que levantou questionamentos em relação à qualidade da carne levou diversos países a restringirem as compras no mês passado, disse o ministro da Agricultura do Brasil.

"Não ficaria muito surpreso" se o Brasil perdesse imediatamente 5% a 10% de sua fatia de mercado, disse Blairo Maggi, em entrevista em São Paulo, acrescentando que a estimativa ainda é preliminar. O impacto pode ser amenizado pelo aperto na oferta de frango em meio à disseminação da gripe aviária na Ásia, na Europa e nos Estados Unidos.

Maggi está à frente de uma ofensiva diplomática desde que as acusações de que os frigoríficos subornavam fiscais sanitários para a liberação de produtos vieram à tona, no mês passado. Para ele, a primeira fase da crise está encerrada, com a maior parte dos países tendo retomado a compra de carne do Brasil após uma breve suspensão. Contudo, a reconquista da confiança dos consumidores é um trabalho ainda a ser feito, disse ele.

"A próxima etapa é a mais complicada porque é com o cliente, o consumidor que, na ponta, escolhe um ou outro produto", disse o ministro.

Operação Carne Fraca

A Polícia Federal anunciou a chamada Operação Carne Fraca em 17 de março. A PF afirmou que 21 empresas, incluindo as líderes de mercado JBS e a BRF, estavam envolvidas no suborno de fiscais agropecuários, revelando detalhes sinistros sobre carne contaminada e adulterada. O destaque dado às revelações foi prontamente respondido por uma enorme campanha de mídia armada pelo setor da carne e pela tentativa do governo de tranquilizar o público.

As exportações de carne do Brasil estão enfrentando inspeções mais rígidas nos países importadores, uma medida que, segundo Maggi, acabará mostrando que os procedimentos de segurança realizados pelas autoridades e empresas brasileiras são apropriados.

Na terça-feira, a Arábia Saudita concluiria uma auditoria nos frigoríficos brasileiros. Maggi e representantes do Ministério da Agricultura devem viajar à Europa e a países como China, Hong Kong e Arábia Saudita nas próximas semanas e meses para tranquilizar os importadores a respeito da qualidade da carne brasileira.

O Brasil responde por 20% das exportações globais de carne bovina e por quase 40% das de frango. As carnes responderam por quase 10% das receitas do Brasil com exportações no ano passado, com BRF e JBS figurando entre as maiores empresas do país.

As ações da JBS caíram 13% desde 17 de março, quando surgiram as notícias sobre a investigação. As ações da BRF tiveram um declínio de 3,8% no mesmo período.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos