Bolsas

Câmbio

Em uma embalagem diferente, vinhos finos querem cair na farra

Justin Kennedy

(Bloomberg) -- Uma tarde, enquanto provava vinhos em uma adega do Vale do Loire, na França, o sommelier Patrick Cappiello viu um formato familiar na prateleira da sala de degustação: uma garrafa de vidro com forma de míssil que parecia praticamente idêntica às garrafas de 1,14 litro de sua juventude nos arredores de Rochester, no estado de Nova York.

Isso lhe deu a ideia para a Forty Ounce Wines (40 onças equivalem a 1,14 litro). "Eu pensei em colocar vinho naquela garrafa e vendê-la nos EUA, onde as pessoas iriam reconhecer o formato e se identificar com ele."

O fabricante de vinho que recepcionava Cappiello, Julien Braud ? um enólogo jovial de quinta geração em Domain Fief aux Dames, na extremidade oeste do Loire ? ficou perplexo: por que alguém iria querer colocar vinho naquela garrafa, que normalmente é usada para sucos de frutas doces vendidos em supermercados na França?

"Ele pediu que eu explicasse por que queria fazer isso", disse Cappiello, que é o diretor de vinhos do restaurante Rebelle, que fica no Lower East Side, e frequentemente viaja à França e à Europa para experimentar novos vintages.

Como qualquer um em busca de bebidas alcoólicas baratas e em abundância, Cappiello bebia garrafas de 1,14 litro de bebidas de malte em sua juventude. "Fui criado em um bairro de classe média baixa no subúrbio de Rochester, rodeado por skates, hip-hop e punk rock", diz ele. "As garrafas de 1,14 litro eram um elemento importante daquele ambiente."

Esses pontos culturais inusitados utilizam recipientes familiares que são mais fáceis de usar que as garrafas de vinho tradicionais ? nada de rolhas pouco práticas nem de vidro frágil. "O objetivo desse projeto é tornar o vinho mais acessível", diz Cappiello, que convocou sua amiga Carolyn Frisch para fazer o design das etiquetas metálicas inspiradas nas embalagens de Olde English e Mickey's Big Mouth.

Até o momento, dois vinhos Forty Ounce foram lançados ? um branco de 2015 feito com Muscadet e um blend rosé de 2016 com Gamay, Merlot e Cabernet Franc. O branco tem uma mineralogia agradável e final seco com notas de cítricos, salmoura de ostra e maçã verde. "Eu poderia compará-lo com qualquer produtor de Muscadet", diz Cappiello.

O único problema é encontrar uma garrafa para experimentar. A US$ 16, os vinhos criaram um rebuliço tão grande na internet e no Instagram que o primeiro lote de rosé esgotou nas lojas ? cerca de 1.800 caixas ? quase instantaneamente. O vintage de 2016 no Loire sofreu a geada de abril e o clima ruim, e por isso o volume foi limitado. Mais 1.800 caixas chegarão aos EUA no começo do verão deste país, mas, por enquanto, fique de olho na disponibilidade no Wine Searcher.

O Muscadet de 2016, por sua vez ? um vintage novo ? chegará às prateleiras na primeira semana de maio em um volume muito maior, em torno de 6.000 caixas distribuídas pelos EUA, de Nova York ao Colorado e à Califórnia. E Cappiello diz que está contemplando a possibilidade de um Forty Ounce tinto para o quarto trimestre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos