Bolsas

Câmbio

Correção: Airbnb vê aumento de viagens executivas

Olivia Zaleski

(Bloomberg) -- Desde seu lançamento, em 2008, o Airbnb mira viajantes aventureiros em busca de acomodações únicas e baratas. Na semana que vem, a empresa de turismo com sede em São Francisco se tornará um pouco mais conservadora.

O Airbnb planeja lançar uma ferramenta de busca voltada para viajantes executivos. O recurso permitirá que os profissionais filtrem casas e apartamentos que o Airbnb classifica como Business Travel Ready (preparadas para viagens de negócios, em tradução livre). Para se qualificar como BTR, a acomodação precisa oferecer mesa, Wi-Fi, auto-check-in por meio de fechadura digital e várias comodidades que se espera encontrar em hotéis, como xampu grátis, secador de cabelo e ferro de passar roupa.

Segundo o Airbnb, 90 por cento de seus clientes são turistas. A empresa tentou capitalizar com seu negócio principal no ano passado adicionando serviços de turismo, como tutoriais para fabricação de chapéus em Londres e excursões off-road de motocicleta em Los Angeles. Mas o Airbnb vê as contas de gastos como uma grande oportunidade. As despesas com viagens executivas nos EUA deverão atingir US$ 296 bilhões até o fim deste ano e subir 5,2 por cento no ano que vem, segundo a Associação Global de Viagens de Negócios (GBTA, na sigla em inglês).

Havia 250 empresas inscritas no Airbnb para reservar e gerenciar viagens de negócios em 2015. No ano passado, o número de pessoas que usaram o site para fins de negócios triplicou e deverá quadruplicar neste ano, disse David Holyoke, chefe da divisão de viagens de negócios do Airbnb. Existem agora mais de 250.000 empresas usando o site com essa finalidade, entre elas Alphabet, Domino's Pizza e Morgan Stanley. "Com o avanço da geração Y no mercado de trabalho estamos vendo um crescimento incrível", disse Holyoke. "Esses jovens executivos querem se sentir em casa quando pegam a estrada."

O Airbnb finalizou uma rodada de financiamento no mês passado que a avaliou em cerca de US$ 31 bilhões, publicou a Bloomberg na época. Com isso, a empresa atualmente é mais valiosa do que a Hilton Worldwide Holdings, a Hyatt Hotels e a Wyndham Worldwide. Para continuar à frente dessas gigantes do setor hoteleiro, o Airbnb precisará atrair viajantes mais rentáveis, entre eles passageiros executivos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos