Bolsas

Câmbio

Análise: Fraqueza da economia dos EUA no 1º trimestre passou

Mohamed A. El-Erian

(Bloomberg) -- A solidez dos dados do mercado de trabalho dos EUA é consistente com a noção de que o período econômico menos robusto refletido em dados do primeiro trimestre (incluindo a decepção com o PIB) tende a ser temporário e reversível. Os números de emprego também sugerem que o banco central (Federal Reserve) pode ficar tentado a subir a taxa básica de juros novamente já em junho.

O relatório do mercado de trabalho, divulgado nesta sexta-feira, ganhou importância diante de dados sugerindo que o consumo --motor de longa data da expansão econômica dos EUA-- estava vacilante. Esses temores diminuíram com números mostrando que dois vetores do gasto do consumidor - salários e criação de empregos - continuam nos trilhos.

Do lado positivo, a geração de empregos foi maior do que a previsão de consenso, ao redor de 190.000 vagas, e a taxa de desemprego recuou para 4,4 por cento. Uma medida mais ampla de ociosidade conhecida como U-6 diminuiu para o menor nível desde 2007.

Contudo, a ligeira queda na taxa de participação sugere que os problemas estruturais no mercado de trabalho como um todo continuam relevantes. O aumento anual de salários, de 2,5 por cento, ficou aquém do esperado, sugerindo que os salários estão se ajustando lentamente à diminuição da ociosidade entre a mão de obra.

De modo geral, o relatório dará maior esperança a quem acredita que os dados do primeiro trimestre (como em anos passados) sinalizaram apenas uma fraqueza temporária e reversível --não um período prolongado de debilidade econômica. E os números deixam a porta aberta para um total de três acréscimos nos juros pelo Fed em 2017, inclusive um já no mês que vem.

Esta coluna não necessariamente reflete a opinião do comitê editorial da Bloomberg LP e seus proprietários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos