Bolsas

Câmbio

Odebrecht Óleo e Gás propõe pagar dívida com dividendos, dizem fontes

Cristiane Lucchesi e Sabrina Valle

(Bloomberg) -- A Odebrecht Óleo e Gás está oferecendo aos bancos e credores de títulos perpétuos pagamento das dívidas usando dividendos recebidos das empresas operacionais, disseram duas pessoas com conhecimento do assunto.

A empresa espera obter aprovação de 60% dos credores para a proposta e anunciar um acordo de recuperação extrajudicial em breve, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as discussões são privadas.

Um comitê de credores dos títulos que vencem em 2021 e em 2022 também negocia autorização para que a companhia adie pagamentos de juros e principal para evitar um desconto no valor de face, segundo as pessoas.

As dívidas da Odebrecht Óleo e Gás eram de R$ 17,7 bilhões em dezembro de 2015. Desse total, cerca de R$ 3,5 bilhões está na holding, o que inclui os títulos perpétuos e os empréstimos com bancos. Nos planos da empresa, esse montante seria pago com dividendos.

A Odebrecht Óleo e Gás confirma que está na fase final das negociações construtivas que vem tendo desde 2015 com um grupo majoritário de credores da companhia, cujo objetivo é reestruturar a dívida da OOG e permitir sua sustentabilidade operacional e financeira no curto e longo prazo, disse a empresa em comunicado por email.

A companhia espera contar com a adesão da maioria dos detentores de seus títulos e fornecerá mais detalhes sobre a operação assim que esta for concluída, disse ela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos