Bolsas

Câmbio

De caiaque entre baleias assassinas, uma emoção incomparável

Nikki Ekstein

(Bloomberg) -- A maioria dos visitantes de Nimmo Bay, Colúmbia Britânica, no Canadá, espera ficar bem perto de ursos-negros enquanto explora o local a pé. Afinal, os luxuosos chalés de madeira no litoral do Canadá no Pacífico ficam bem no meio da Grande Floresta dos Ursos.

Mas talvez eles não esperem chegar perto de um carnívoro ainda maior... e de caiaque.

Bem-vindos ao Butterfield & Robinson, o organizador de viagens de aventuras exclusivas cujos itinerários personalizados Bears & Whales oferecem uma emoção única na vida: remar entre baleias assassinas. Enquanto a maioria dos hóspedes na área sai em grandes lanchas para avistar orcas e baleias-corcundas, a Butterfield & Robinson aposta na emoção com seus caiaques.

"A observação de baleias no Arquipélago Broughton (um pouco além do litoral de Nimmo) é incrível", disse Tom Abraham, o planejador de viagens da Butterfield & Robinson que idealizou o itinerário da Bears & Whales após trabalhar mais de uma década como guia de caiaques na região. "É totalmente diferente da observação de baleias em Victoria ou nas ilhas San Juan, onde ficam 20 ou 30 barcos em volta das baleias. Aqui são só três ou quatro barcos e bem espalhados. E essas baleias adoram fazer um bom show."

E quando você está em um caiaque individual, você pode ficar literalmente frente a frente com um cetáceo de quase 30.000 quilos.

Bem perto

Ver as orcas do campo visual privilegiado de um caiaque no mar normalmente só era possível para quem estivesse disposto a fazer viagens de vários dias de caiaque, pensadas para entusiastas dos esportes de aventura. Mas Abraham consegue levar seus hóspedes ao coração da ação e voltar em apenas meio dia.

Tudo começa com um passeio de barco até uma das remotas ilhas Broughton, onde os aventureiros encontram seus caiaques enfileirados em uma praia prístina. (A ilha escolhida depende da atividade das marés no dia). Depois todos saem rumo às correntes migratórias dos salmões, onde centenas de orcas e baleias-corcundas se congregam para o café da manhã, o almoço ou o jantar.

Na maioria dos dias, você encontrará grupos de três até sete baleias juntas, disse Abraham. Isso já é um espetáculo. "As orcas podem ser muito ativas", explicou ele. "Elas adoram mover as caudas e as barbatanas, girar e brincar. Nesse sentido elas são mais parecidas com os golfinhos." As baleias-corcundas, que voltaram a aparecer na zona nos últimos anos, também são uma espécie vistosa. "Elas gostam muito de saltar e também criam redes de bolhas enquanto pescam, o que é muito dinâmico."

"Eu vi famílias de 20 a 22 baleias", disse Abraham "E se você tiver sorte, pode ter uma experiência muito próxima e pessoal." "Supostamente, não se deve perseguir baleias", disse Abraham, "mas às vezes elas se interessam por você e chegam tão perto que se você quisesse, poderia esticar o braço e tocá-las." É mágico, disse ele.

Embora a segurança pareça um problema, Abraham disse que nunca viu uma baleia derrubar um caiaque nem machucar alguém. "Elas são extremamente conscientes do que as circunda, então não tem perigo de colisão ou algo assim", garantiu ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos