Spotify acalma investidores afirmando que IPO ainda é opção

Kim Robert McLaughlin

(Bloomberg) -- A Spotify agiu rapidamente para garantir aos investidores que os planos de abertura de capital da empresa dona do serviço de streaming de música ainda estão de pé. O posicionamento surge após a declaração do cofundador e membro do conselho da companhia Martin Lorentzon a uma rádio sueca de que os rumores sobre um IPO iminente na Bolsa de Valores de Nova York eram falsos.

Lorentzon disse que a companhia não "precisa de nenhum dinheiro", que "não está em busca de mais dinheiro e não há nenhum IPO na agenda". Ele disse que a Spotify ainda está se concentrando em crescer e não em ser rentável.

"Martin é nosso cofundador e membro do conselho, mas não é porta-voz da companhia", afirmou a Spotify, em comunicado enviado por e-mail na sexta-feira. Uma abertura de capital "continua sendo uma opção para nós", informou a companhia, acrescentando que não confirmou nenhum plano "definitivo".

No mês passado, a Spotify afirmou que adotou medidas para abrir seu capital, contratando bancos para ajudá-la com uma oferta de ações em Nova York. O serviço de streaming sueco contratou a assessoria dos bancos Morgan Stanley, Goldman Sachs e Allen & Co. para o processo, segundo a porta-voz Alison Bonny.

A Spotify estuda se deve fazer uma oferta direta em vez de uma oferta pública mais tradicional, disse uma pessoa com conhecimento dos planos, embora nenhuma decisão final tenha sido tomada. Por esse processo, a companhia não venderia novas ações para levantar dinheiro. Em vez disso, simplesmente disponibilizaria as ações existentes para venda, o que permitiria que os investidores atuais as trocassem por dinheiro.

Com 50 milhões de assinantes pagantes, o Spotify é o maior serviço de streaming de música do mundo. Chefiada pelo CEO e cofundador Daniel Ek, a companhia manteve sua liderança mesmo depois que empresas de tecnologia de maior porte, como Apple, Amazon e Google, entraram no mercado. Deficitária, a empresa levantou mais de US$ 1,5 bilhão desde sua fundação, há mais de uma década.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos