Bolsas

Câmbio

Hollywood audita bilheteria da China pela primeira vez, diz fonte

Bloomberg News

(Bloomberg) -- O grupo que representa os principais estúdios de Hollywood está auditando os números de bilheteria da China devido ao receio de que a venda de ingressos tenha sido registrada de forma incorreta, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

Motion Picture Association of America (MPAA), que representa os seis principais estúdios, contratou uma empresa de contabilidade pela primeira vez para auditar as vendas de determinados filmes, disse a pessoa, que pediu anonimato porque o assunto é privado. Os resultados podem sair já no terceiro trimestre, segundo a pessoa.

Os resultados da auditoria são importantes para os grandes estúdios de Hollywood, como Walt Disney e Paramount Pictures, pertencente à Viacom, porque centenas de casos de erros no registro da receita foram documentados na China. Em acordos de compartilhamento de receita, os estúdios recebem 25 por cento das vendas de bilheteria, portanto, obter números precisos é vital.

Além dos filmes exibidos na China com acordos de compartilhamento de receita, os estúdios de Hollywood exportam filmes para o país com base em taxas fixas.

O crescimento das vendas de ingressos diminuiu para menos de 3,7 por cento na China no ano passado, em comparação com o crescimento médio de mais de 35 por cento nos cinco anos anteriores. A China continua crescendo mais rápido que a taxa de cerca de 2 por cento para a América do Norte no ano passado, de acordo com dados da MPAA.

Os maiores estúdios de Hollywood têm contado com o crescimento na China, onde o gasto dos consumidores em filmes deverá superar o dos EUA nos próximos anos.

Por exemplo, a Universal Pictures, da Comcast, a Sony Pictures, da Sony, e a Paramount fecharam acordos com parceiros locais para financiar filmes e ajudar a comercializá-los na China. Outras empresas, como Warner Bros., da Time Warner, em colaboração com empresas do continente, iniciaram produções no idioma local.

No entanto, os números nem sempre são coerentes.

Em novembro, a China aprovou novas multas para combater a falsificação das vendas de bilheteria, em alguns casos, equivalentes a até cinco vezes os ganhos ilegais. A Administração Estatal de Imprensa, Publicações, Rádio, Filmes e Televisão da China puniu em março mais de 300 cinemas por informar números inferiores aos reais da venda de ingressos, afirmou o órgão regulador na época. A maior penalidade foi a suspensão das operações durante 90 dias para os cinemas que subestimaram a receita em mais de 1 milhão de yuans (US$ 146.000). Cinemas e distribuidores podem ter a licença revogada em casos "muito graves", de acordo com a lei, que entrou em vigor em março.

A auditoria de Hollywood faz parte de um acordo de acesso ao mercado a que as autoridades chinesas chegaram com a MPAA há quase dois anos, cujos detalhes não foram divulgados publicamente.

Título em inglês: Hollywood Said to Be Auditing China's Box-Office for First Time

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos