Bolsas

Câmbio

Minério de ferro enfrentará volatilidade extrema por alguns anos

Rebecca Keenan

(Bloomberg) -- Os mercados de minério de ferro terão um caminho muito irregular nos próximos anos, marcado por oscilações significativas de preço em meio à reestruturação da indústria siderúrgica da China, segundo a desenvolvedora de uma mina de US$ 3,7 bilhões planejada para a Austrália.

"A volatilidade extrema será uma característica do mercado por pelo menos um ou dois anos", disse Andrew Stocks, diretor-gerente da Iron Road, que tem como parceira no projeto de mina, porto e ferrovia a China Railway Group, a segunda maior construtora de infraestrutura do mundo. "Não devemos ter medo disso, simplesmente é assim."

O minério de ferro passou de bear market para bull market em três meses, recuperando-se da mínima anual de US$ 53,36 por tonelada registrada no mês passado com um aumento impulsionado pela ampliação das aquisições por usinas da China para reabastecer estoques, sendo que o minério de qualidade superior está em demanda. Essa volatilidade é o resultado da transição do mercado chinês para uma fase de produção mais limpa e enxuta, segundo Stocks, que projeta preços médios de cerca de US$ 70 por tonelada a longo prazo.

"Há uma quantidade considerável de minério de ferro pelo mundo", disse ele em entrevista, em 29 de junho. Esse excesso de oferta gerou estoques recorde nos portos e usinas que poderão demorar um ano para voltar a um nível razoável, disse ele.

Na semana passada, a BHP Billiton disse esperar a suavização da volatilidade recente. A adição de oferta de baixo custo das rivais, incluindo o projeto S11D da Vale, provocará menos choques curtos e acentuados no preço, disse a mineradora. O Goldman Sachs afirma que os preços se dirigem para baixo e o Citigroup prevê queda de volta à casa dos US$ 40.

O minério com 62 por cento de teor ferroso entregue em Qingdao subiu cerca de 20 por cento em relação ao menor patamar do ano, registrado no mês passado, e é negociado perto do nível mais elevado visto desde o início de maio. Os preços estavam em US$ 64,29 a tonelada na segunda-feira, segundo a Metal Bulletin.

A Iron Road está negociando com o Banco de Desenvolvimento da China, com o Industrial and Commercial Bank of China e com o China Construction Bank o fornecimento de até US$ 3 bilhões em financiamento para o projeto, que produzirá cerca de 20 milhões de toneladas por ano de concentrado de ferro, um produto de qualidade superior, por pelo menos 25 anos. A decisão pode ser tomada em seis a nove meses, disse Stocks.

Versão em português: Fernando Travaglini em São Paulo, ftravaglini@bloomberg.net.

Repórter da matéria original: Rebecca Keenan em Perth, rkeenan5@bloomberg.net.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos