Bolsas

Câmbio

Deutsche Bank vai se mudar de Londres para Frankfurt, dizem fontes

Steven Arons, Donal Griffin, Elisa Martinuzzi e Aaron Kirchfeld

(Bloomberg) -- O Deutsche Bank está se preparando para transferir grande parte dos ativos de trading e investment banking que atualmente contabiliza em Londres para sua cidade natal, Frankfurt, em resposta à separação entre o Reino Unido e a União Europeia, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

Segundo o plano, o maior banco da Alemanha deslocaria a maioria das divisões informadas em Londres para um "centro contábil" em Frankfurt, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as discussões não são públicas. Provavelmente também serão transferidos os empregos de várias centenas de traders e até 20.000 contas de clientes, disse outra pessoa. A estratégia, que ainda está sendo finalizada e seria reavaliada se o cenário do Brexit mudar, provavelmente será implementada durante os próximos 18 meses, disseram as pessoas.

Um ano depois que o Reino Unido decidiu se separar da UE, os maiores bancos do mundo estão analisando alternativas possíveis para algumas de suas operações em Londres. A turbulência provocada pelo Brexit se encaixou bem com o desejo do CEO do Deutsche Bank, John Cryan, de levar o banco em problemas para mais perto de sua sede em Frankfurt, o centro financeiro da Alemanha.

"Este é mais um dos marcos do êxodo provocado pelo Brexit", disse Gildas Surry, que ajuda a administrar cerca de 1 bilhão de euros (US$ 1,1 bilhão) na Axiom Alternative Investments em Londres, incluindo títulos e ações do Deutsche Bank. "Todos os bancos da Europa continental estão elaborando planos para repatriar o trading e as operações básicas em suas cidades natais."

Subsidiária no Reino Unido

Se o Reino Unido perder os direitos de passaporte outorgados aos países-membros da UE, o Deutsche Bank provavelmente terá que transformar sua sede em Londres, onde contabiliza a maioria dos seus negócios de investment banking no Reino Unido, em uma subsidiária que precisaria de capital, segundo uma pessoa. A transição para um centro contábil em Frankfurt seria gradual e exigiria investimentos em infraestrutura, tecnologia e escritórios, disse outra pessoa.

Christian Streckert, um porta-voz do Deutsche Bank, não quis comentar.

Os planos do Deutsche Bank para o centro contábil em Frankfurt fazem parte de um projeto de dois anos do Brexit, em que diversos gerentes de equipes estão trabalhando para transferir contas, processos, estruturas contábeis e entidades legais a Frankfurt, disse uma das pessoas.

O banco alemão emprega milhares de executivos e traders em Londres, um dos maiores centros financeiros do mundo. A instituição registrou cerca de 5 bilhões em euros em receita no Reino Unido em 2016, quase um quinto do total e a terceira maior contribuição, depois da Alemanha e dos EUA, segundo um relatório anual.

"Frankfurt é um local muito mais barato e esta é uma ótima desculpa para transferir parte da empresa e todas as funções de apoio a Frankfurt", disse Christopher Wheeler, analista bancário da Atlantic Equities.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos