Facebook, Twitter e Snap querem os vídeos da Copa da Fox, dizem fontes

Lucas Shaw

(Bloomberg) -- Facebook, Twitter e Snap estão em busca dos direitos on-line dos vídeos de destaques da Copa do Mundo, o torneio mais popular de futebol, que acontecerá no ano que vem, de acordo com duas pessoas com conhecimento do assunto.

As empresas ofereceram à 21st Century Fox dezenas de milhões de dólares pelos direitos dos destaques transmitidos nos EUA dos jogos que acontecerão na Rússia, de acordo com as pessoas, que não forneceram condições mais específicas e pediram anonimato porque as negociações são privadas. A Fox não decidiu se vai vender direitos exclusivos a um único comprador ou se vai distribuí-los entre vários.

O crescente interesse das redes sociais em vídeos, incluindo os esportivos, dá à Fox uma nova fonte de receita potencialmente significativa para os jogos, além de uma ferramenta para anunciar sua cobertura. A Fox detém os direitos nos EUA do evento quadrienal e transmitirá os jogos em canais abertos e a cabo. A empresa informou ter pago US$ 400 milhões pelos direitos de transmitir a Copa do Mundo para vários anos.

A Copa do Mundo é um alvo atraente para as empresas de redes sociais, que desejam exibir vídeos de alto nível e atrair anunciantes. A final da Copa do Mundo de 2014 foi vista por mais de 25 milhões de pessoas nos EUA, o jogo de futebol mais assistido na história do país. Como muitos dos jogos do ano que vem acontecerão em horários estranhos devido à diferença horária na Rússia, pode haver maior demanda pelos vídeos de destaques.

As quatro empresas não quiseram comentar as negociações, que também poderiam incluir outras partes interessadas. O YouTube, da Alphabet, oferece destaques e jogos históricos da National Football League (NFL) e a Amazon.com adquiriu os direitos de exibir alguns jogos da NFL na próxima temporada. A Verizon Communications detém os direitos de transmissão móvel da NFL.

O Facebook e o Twitter ofereceram poucos vídeos durante a última Copa do Mundo, que foi transmitida nos EUA pela ESPN, da Walt Disney. A Snap, que se dedicava a mensagens de vídeo, estava começando a oferecer vídeos com uma produção mais profissional. A empresa criou um vídeo, chamado história ao vivo, com imagens da final da Copa do Mundo geradas pelos usuários.

O vídeo profissional agora é um foco importante para as três empresas de mídia social. O Facebook está produzindo séries originais de entretenimento e pagando por seriados curtos e exclusivos para a rede social, que tem dois bilhões de visitantes diários.

O Twitter planeja transmitir vídeos ao vivo à toda hora sobre assuntos como notícias e entretenimento. A Snap, cujo preço da ação caiu desde sua oferta pública inicial em março, está trabalhando em programas originais com empresas tradicionais de midia.

O esporte é uma grande prioridade, porque tem um público grande e os torcedores querem conversar pela internet durante os eventos. O Facebook acabou de chegar a um acordo com a Fox para transmitir parte da cobertura da emissora da Champions League, o campeonato anual de futebol europeu. A Snap fechou negócio por destaques esportivos, incluindo as Olimpíadas de 2016. O Twitter transmitiu ao vivo vários jogos da NFL na temporada passada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos