Bolsas

Câmbio

Luz solar preocupa traders de gás na área mais nublada da UE

Kelly Gilblom

(Bloomberg) -- Cinco anos atrás, o trader de commodities Wayne Bryan dificilmente levaria em consideração o céu do Reino Unido, famoso por estar sempre nublado, ao comprar e vender gás natural britânico. Agora, ele não pode se dar ao luxo de ignorá-lo.

No último ano, o sol ganhou nova importância no nublado país insular e as células fotovoltaicas fornecem um quarto da oferta de energia diária do Reino Unido em determinados dias, contra uma capacidade quase nula em 2011. E a produção solar pode oscilar fortemente, como ocorreu na semana passada, quando a geração máxima caiu 64 por cento de terça para quarta-feira e depois mais do que dobrou no dia seguinte.

Quando uma nuvem bloqueia a luz, a produção solar pode cair a zero quase instantaneamente, o que significa que as estações de energia movidas a combustíveis fósseis precisam ser ligadas imediatamente para fechar a lacuna. Isso está gerando oscilações mais imprevisíveis no preço do gás natural e tornou o trabalho dos traders mais difícil. Por outro lado, também abriu oportunidades rentáveis, como uma demanda maior por instrumentos financeiros que amortecem as flutuações de preços causadas pela natureza inconstante do vento e do sol.

"Neste ano realmente houve uma mudança fundamental", disse Bryan, trader de gás da Alfa Energy em Londres, por telefone, em 25 de julho. "Veja hoje, 15 por cento da nossa energia no Reino Unido vem do sol enquanto conversamos e essa proporção só vai melhorar."

Embora a geração de energia renovável possa reduzir custos e emissões, ainda não existe uma bateria capaz de armazenar a eletricidade que ela produz. As usinas de energia, inclusive aquelas alimentadas por gás, são pagas para serem deixadas à espera para quando as fontes renováveis não estão disponíveis.

Veja o que aconteceu no início de janeiro, quando uma onda de frio atingiu o continente. Devido aos níveis médios de energia eólica, ao menor pico diário de oferta de energia solar disponível em quase um ano e a interrupções nas usinas nucleares da França, a geração de energia a gás precisou atingir seu nível mais alto em pelo menos seis anos. O preço por atacado do combustível no Reino Unido chegou ao maior patamar em dois anos e os preços da energia na Europa bateram recordes.

Bryan, que compra e vende para grandes usuários industriais como a British Airways, da IAG, disse que a experiência estimulou mais conversas com seus clientes a respeito da compreensão das previsões para a energia solar.

Segundo uma análise da Bloomberg New Energy Finance, o uso maior de energias renováveis aumenta a probabilidade de oscilações "extremas" no preço da energia no Reino Unido. De toda a capacidade de geração de energia do Reino Unido, 13 por cento é solar. O volume deverá mais do que dobrar até 2040 e responderá por 22 por cento da matriz energética do país, informou a BNEF.

Enquanto isso, o Reino Unido também pode ter que ampliar a capacidade de geração, uma vez que a demanda pode aumentar em 55 terawatts-hora até 2035 como resultado do acúmulo de carros elétricos. Este é o equivalente a cerca de oito semanas de geração. Essas necessidades provavelmente serão atendidas por uma combinação de estações alimentadas por combustível fóssil e energias renováveis.

(Atualizações para adicionar informações sobre preços de energia no sexto parágrafo.)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos