Bolsas

Câmbio

Amazon transforma usuários do Twitch em garotos-propaganda

Spencer Soper

(Bloomberg) -- A Amazon.com pagará comissões para jogadores, artistas, chefs e outros usuários de seu serviço de transmissão de vídeo Twitch Interactive para que eles vendam produtos a seus fãs através do site de varejo da companhia.

É como se pessoas que fazem vídeos sobre videogames organizassem uma festa virtual de Tupperware. Exceto pelo fato de que eles provavelmente vão abordar produtos como fones de ouvido e consoles, em vez de cortadores de saladas. Pelo menos por enquanto.

O Twitch anunciou a iniciativa na quinta-feira, antes da convenção de videogame PAX West em Seattle, como parte de uma introdução mais ampla de novos recursos destinados a gerar mais oportunidades de ganhar dinheiro e aumentar o envolvimento do público no site. O Twitch atrai 10 milhões de espectadores diários, que assistem a transmissões ao vivo de pessoas jogando videogames, cozinhando ou simplesmente comendo. O site considera que os usuários que fazem as transmissões são a chave para conquistar os espectadores de seu rival muito maior, o YouTube, do Google. Transformá-los em garotos-propaganda ajudará a aumentar a receita da Amazon e dará a eles um modo de ganhar dinheiro e poder dedicar mais tempo aos espectadores.

O Twitch começou a se expandir além dos videogames em 2015, quando passou a incluir artistas e chefs, então as possibilidades de promoção de produtos por parte dos usuários são enormes.

"Esses influenciadores são um mercado gigantesco", disse Tobias Sherman, ex-chefe global de eSports da agência de entretenimento WME-IMG. "Eles são como as personalidades esportivas em termos de conseguir transformar globos oculares e fãs em dólares e centavos. Todo mundo joga algum jogo, e isso nos une a todos."

O recurso Gear on Amazon permitirá que os usuários que transmitem vídeos pelo Twitch exibam seus produtos favoritos na forma de um widget em sua página. Os espectadores que clicarem no widget serão direcionados à Amazon, onde poderão comprar os itens favoritos daquele usuário. O usuário receberá uma comissão de até 10 por cento em cada venda, informou a Amazon.

A Amazon comprou o Twitch por cerca de US$ 1 bilhão em 2014 como parte de uma incursão pelos conteúdos on-line que abarca também cinema e música. A empresa vem gradativamente introduzindo recursos de comércio no site, como a venda de videogames, para transformar o Twitch em um centro comercial para a indústria de jogos, de US$ 100 bilhões. O desafio é integrar os recursos de vendas aos poucos, para que o Twitch não perca sua reputação de ponto de encontro.

As comissões estarão disponíveis para 22.000 usuários do Twitch chamados de "parceiros", que geralmente aparecem algumas vezes por semana, atraem centenas de espectadores com cada transmissão e têm uma participação na receita obtida com assinaturas e propagandas. Dezenas de milhares de "afiliados", uma nova designação que o Twitch anunciou em abril para ajudar usuários promissores a atingir o status de parceiro, também serão elegíveis.

O Twitch é gratuito para assistir. O site vende publicidade e assinaturas. Os assinantes pagam US$ 5 por mês por cada canal para poder interagir com seus usuários preferidos em salas de bate-papo e ter acesso a emoticons, ferramentas populares para se comunicar nesse site dinâmico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos