China Merchants fecha acordo para compra da TCP por R$ 2,89 bi

Bloomberg News

(Bloomberg) -- A China Merchants Port Holdings fez uma oferta de R$ 2,89 bilhões para comprar a operadora do segundo maior terminal de contêineres do Brasil, em meio aos esforços do governo chinês para reforçar sua presença global no comércio e infraestrutura.

A China Merchants, com sede em Hong Kong, vai comprar uma participação de 90 por cento na TCP Participações SA, operadora de contêineres do Porto de Paranaguá, atualmente controlada por acionistas que incluem fundos administrados pela firma de private equity Advent International, segundo comunicado da empresa chinesa enviado à bolsa de Hong Kong nesta segunda-feira.

A TCP é a mais nova operadora de portos comprada por empresas chinesas de transporte marítimo que buscam aumentar seus portfólios globalmente. A China Merchants se junta à China Cosco Shipping na compra de ativos na Europa, Oriente Médio e América do Sul, atendendo ao chamado do presidente Xi Jinping para reforçar canais de infraestrutura e estimular o comércio na antiga Rota da Seda sob sua iniciativa Belt and Road.

A compra permitirá que a China Merchants Port expanda seus negócios na América Latina e consolide ainda mais sua posição global, disse a empresa chinesa. O investimento também permitirá que a China Merchants utilize os principais canais de transporte marítimo da TCP para desenvolver sua rede logística e outros serviços, como exportações, importações, assim como serviços financeiros, segundo o comunicado.

O Porto de Paranaguá tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs por ano (contêiner padrão de 20 pés), que deve aumentar para 2,4 milhões quando a expansão planejada for concluída no segundo semestre de 2019, de acordo com o comunicado. No ano passado, a TCP renovou seu contrato de concessão do terminal portuário por mais 25 anos, com término em 2048.

A controladora China Merchants Group, um conglomerado estatal, está buscando aquisições de operadoras de plataformas offshore que enfrentam dificuldades financeiras em meio ao colapso dos investimentos da indústria petrolífera e tem sondado ativos como a Seadrill e Shelf Drilling, disseram pessoas a par do assunto na semana passada.

Em julho, a China Merchants Port havia informado que planejava investir US$ 1,12 bilhão para desenvolver e operar instalações portuárias e ligadas ao setor em Sri Lanka, além de ter comprado 85 por cento da Hambantota International Port Group da Autoridade Portuária do Sri Lanka.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos