Bolsas

Câmbio

United Tech cria gigante aeroespacial com aquisição de US$ 23 bi

Ed Hammond, Richard Clough, Julie Johnsson e Dinesh Nair

(Bloomberg) -- A United Technologies fechou acordo para a compra da Rockwell Collins por cerca de US$ 23 bilhões, criando uma gigante aeroespacial capaz de equipar jatos e aviões de guerra do bico à cauda.

A transação, uma das maiores da história da aviação, dá origem a uma gigantesca fabricante de peças de aeronaves melhor posicionada para suportar a pressão das fabricantes de aviões Boeing e Airbus por descontos nos preços e por uma produção maior. A empresa combinada ostentará um amplo leque de produtos para aeronaves comerciais, desde telas sensíveis ao toque da Rockwell Collins para a cabine até motores de jato fabricados pela Pratt & Whitney, uma divisão da United Technologies.

"Este é um negócio significativo para a UTC e para o setor da aviação em geral", afirmou Hans Weber, presidente da consultoria Tecop International, com sede em San Diego, EUA, por e-mail. Ao comprar a Rockwell Collins, que fabrica sistemas aviônicos para o Boeing 787, "a UTC se transforma em uma fornecedora extremamente importante da Boeing e ganha uma forte posição de negociação, já que a Boeing pressiona seus fornecedores em relação aos preços".

Os acionistas da Rockwell Collins receberão US$ 140 por ação em dinheiro e ações, informaram as empresas em comunicado, na segunda-feira. O preço representa um ágio de 18 por cento em relação ao valor de fechamento da Rockwell Collins em 4 de agosto, antes de a Bloomberg News publicar notícia sobre as negociações para o acordo.

Resposta da Airbus

A Airbus emitiu um alerta velado à United Technologies para que não permita que a construção de um império atrapalhe entregas importantes para a fabricante de aviões francesa. A empresa norte-americana fornece à família de aeronaves Airbus A320 os motores GTF, criticados devido a falhas técnicas que têm afetado a entrega da versão atualizada do modelo mais vendido da Airbus.

"Nosso foco está voltado completamente à entrega de aviões e esperamos que as fusões e aquisições não distraiam a UTC de sua maior prioridade operacional", afirmou a Airbus por e-mail.

A United Technologies planeja combinar sua divisão aeroespacial com a Rockwell Collins em uma nova unidade chamada Collins Aerospace Systems. O CEO da Rockwell Collins, Kelly Ortberg, comandará a divisão, enquanto Dave Gitlin, atual chefe da UTC Aerospace Systems, será presidente e diretor de operações.

"Esta aquisição soma uma tremenda capacidade aos nossos negócios aeroespaciais", afirmou o CEO da United Technologies, Greg Hayes, no comunicado. A empresa se concentrará no desenvolvimento de equipamentos tecnologicamente avançados para tornar a aeronave "mais inteligente e mais conectada".

Com a aquisição, avaliada em US$ 30 bilhões, incluindo dívida líquida, a United Technologies está subindo a aposta nos sistemas para aeronaves comerciais, ramo no qual tropeçou recentemente com a atribulada implantação de um novo motor de jato cujo desenvolvimento custou US$ 10 bilhões. O mercado responde por cerca de metade das receitas da fabricante com sede em Farmington, Connecticut, EUA, e o restante provém de elevadores, aparelhos de ar-condicionado e outros sistemas para construção.

--Com a colaboração de Kyunghee Park e Benjamin D. Katz

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos