Bolsas

Câmbio

Bitcoin pode comprar cidadania em um dos países mais felizes

Sara Clemence

(Bloomberg) -- Para quem tem bitcoins na carteira digital e quer um pedaço do paraíso, é possível comprar um segundo passaporte.

Vanuatu, arquipélago no Pacífico Sul formado por aproximadamente 80 ilhas, vai permitir que estrangeiros usem a volátil moeda digital para solicitar cidadania em troca de investimento. Pelo equivalente a US$ 280.000, você e até quatro pessoas da família podem receber passaportes do quarto país mais feliz do mundo, segundo o critério do instituto britânico de pesquisas New Economics Foundation (Vanuatu atingiu o topo do ranking na primeira edição, em 2006, mas, assim como o mercado financeiro, a felicidade também oscila).

Na quinta-feira, o preço da bitcoin bateu recorde, em US$ 5.209 ? cinco vezes o que valia no início do ano. Assim, os passaportes para o clã todo podem custar 53,8 bitcoins.

Vanuatu não é o único país insular que oferece cidadania a quem pode pagar. A lista inclui Antígua, Granada, Malta e São Cristóvão e Nevis. Mas é o primeiro a permitir pagamentos via bitcoin. A novidade foi anunciada em um website focado em programas de cidadania via investimentos, chamado Investment Migration Insider.

A cidadania de Vanuatu oferece muitas vantagens. Trata-se do 34º passaporte mais "poderoso" do mundo, liberando viagens a 116 países sem necessidade de visto, de acordo com o Passport Index, mantido pela Arton Capital, empresa que facilita pedidos de cidadania e residência no exterior. O passaporte de Vanuatu fica logo atrás dos documentos emitidos por Panamá e Paraguai (empatados) e acima de Dominica. O Reino Unido empata no terceiro lugar, os EUA ocupam o quarto lugar e a Rússia, o 40º.

Vanuatu não tem imposto de renda ou corporativo nem taxa heranças. Segundo o órgão de turismo, nem gorjeta é prática local. O arquipélago é relativamente acessível: o voo de Sydney, na Austrália, até a capital Port Vila dura três horas e meia. Para os apaixonados por mergulho, fica por lá o maior naufrágio acessível do mundo ? o navio de luxo President Coolidge foi convertido em navio para soldados e afundou durante a Segunda Guerra Mundial.

Para quem sonha com privacidade, a abundância de ilhas e a população pequena (290.000 pessoas) significam que é possível ter uma ilha privativa. A ilha de menor preço disponível no Mercado é Lenur, oferecida por US$645,000, de acordo com o website Private Islands Online. Este é o valor pedido por 34 hectares, incluindo três praias, chalés e uma cozinha ao ar livre. A propriedade é cheia de coqueiros e árvores frutíferas.

No entanto, assim como investir em moedas digitais, a vida tropical tem lá seus riscos. Neste mês, moradores da ilha Ambaeprecisaram ser evacuados porque o vulcão Manaro Voui começou a cuspir vapor e pedras.

Os rankings consideram fatores como expectativa de vida, desigualdade de renda e pegada de carbono dos moradores para questionar as métricas tradicionais de sucesso de um país, como o PIB. A ideia principal não é a felicidade pessoal e sim planetária ? medida subjetiva do grau de eficiência de um país no uso de seus recursos para que seus cidadãos tenham vidas longas e felizes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos