PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Dinamarca agora avalia em US$ 5 mi ato de salvar vida humana

Peter Levring

19/10/2017 10h23

(Bloomberg) -- A Dinamarca mais do que duplicou o valor atribuído ao ato de salvar uma vida humana.

O Ministério das Finanças atualizou recentemente o chamado Valor da Vida Estatística (VVE), uma ferramenta que ajuda as autoridades a determinar o custo do esforço para evitar uma fatalidade. As estimativas de VVE são usadas para orientar todo tipo de decisão orçamentária, como, por exemplo, quanto dinheiro extra dos contribuintes deveria ser investido em segurança rodoviária ou na redução da poluição atmosférica.

Considere este exemplo fornecido pelos técnicos do ministério: a opção A exige investimento de 100 milhões e salvará 10 vidas; a opção B requer investimento de 220 milhões e salvará 20 vidas. A opção A tem melhor custo-benefício, enquanto a opção B salvará mais vidas. Qual deve ser escolhida? Uma forma de decidir é incluir um VVE à fórmula.

Em vez de usar custos reais de mortes relacionadas ao trânsito, a Dinamarca pergunta aos contribuintes quanto acham que o governo deve estar disposto a pagar para evitar mortes relacionadas ao trânsito. A metodologia oferece um VVE de 32 milhões de coroas (US$ 5 milhões), mais do que o dobro do valor de 2007 e mais de cinco vezes o de 1999.

Como observa o Ministério das Finanças dinamarquês, o valor maior oferece uma taxa maior de retorno sobre os investimentos para salvar vidas. A Dinamarca atualmente aplica o VVE aos cálculos de segurança rodoviária, mas não descarta ampliar sua aplicação no futuro.