PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Amazon planeja ampliar vídeos de produtos no site para o Natal

Spencer Soper

24/10/2017 14h55

(Bloomberg) -- A Amazon.com pretende publicar mais vídeos promocionais e de instruções em seu website para vender itens para animais de estimação, produtos para bebês, eletrodomésticos e eletrônicos. O objetivo é evitar que os usuários visitem o YouTube, do Google, e websites de redes sociais do Facebook atrás de críticas em vídeo antes de comprar.

Neste ano, a Amazon começou a convidar alguns de seus 2 milhões de comerciantes parceiros para participar de um programa de teste no qual a empresa de varejo on-line coordena vídeos curtos de produtos para publicar no site até meados de dezembro, quando a temporada de compras de fim de ano estará a pleno vapor, segundo documentos analisados pela Bloomberg. A Amazon oferece aos comerciantes um valor com desconto para anúncios em vídeo de 30 segundos para incentivar a participação no mais novo recurso adicionado ao "Enhanced Brand Content", mostram os documentos.

"Os vídeos conseguem conquistar o coração e a cabeça de um jeito que seria simplesmente impossível usando apenas texto e a exibição padrão", disse Jason Kint, CEO da Digital Content Next, uma associação do setor antes chamada Online Publishers Association.

A Amazon depende principalmente de descrições escritas de produtos, fotos e avaliações de compradores para aumentar a confiança dos clientes em suas mercadorias. Mas o website é bastante carente de vídeos semelhantes aos comerciais de televisão ou às avaliações de consumidores e aos tutoriais publicados no YouTube e nas plataformas das redes sociais, que deram origem a profissionais de marketing e influenciadores afiliados que promovem produtos a seus seguidores em troca de uma fatia das vendas.

O teste faz parte de uma iniciativa mais ampla para levar mais vídeos promocionais ao website. A Bose é uma das marcas destacadas que agora mantêm vídeos na Amazon por meio de um programa "premium" que custa US$ 500.000, anunciou a Advertising Age na semana passada.

O programa-piloto de vídeo "Enhanced Brand Content" busca conteúdo de comerciantes menores de uma série mais ampla de categorias que não possuem grandes orçamentos para marketing. Entre os vídeos publicados no programa há uma demonstração de cafeteiras do tipo prensa francesa da Coffee Gator e um vídeo sobre "como lavar seu rosto" postado abaixo de um produto de limpeza facial.

"Os vídeos são o mais novo recurso incorporado ao Enhanced Brand Content e esperamos implementá-lo ainda mais, para que mais pequenas empresas possam criar um conteúdo atraente e útil para os clientes da Amazon", afirmou a Amazon, em comunicado enviado por e-mail.

A iniciativa da Amazon voltada aos comerciantes surge em meio ao empenho da empresa para construir um negócio publicitário que desafie o Google e o Facebook, que dominam o setor de anúncios on-line, de US$ 83 bilhões. A gigante do comércio eletrônico está reconhecendo o valor de seu motor de pesquisa de produtos como plataforma publicitária, porque um número bastante elevado de consumidores visita o site para encontrar itens e pesquisar compras. Os vídeos cada vez mais fazem parte dessa pesquisa, disse Jonathan Bowen, proprietário da JLB Media Productions em Los Angeles, que filma vídeos de produtos para empresas.

--Com a colaboração de Mark Bergen

PUBLICIDADE