Bolsas

Câmbio

MercadoLibre mostra por que será rival formidável para Amazon

Carolina Millan

(Bloomberg) -- A operadora de mercado eletrônico latino-americana MercadoLibre surpreendeu os investidores com um rápido aumento de receita no terceiro trimestre, reduzindo o temor gerado pela incursão da Amazon.com no Brasil.

As vendas subiram 61 por cento, para US$ 371 milhões, superando a maior estimativa dos analistas. O volume bruto de negócios da empresa ultrapassou a marca de US$ 3 bilhões pela primeira vez. Fundada pelo CEO Marcos Galperín em 1999 como uma versão latino-americana do EBay, o MercadoLibre, com sede em Buenos Aires, hospeda milhões de transações e oferece serviços de pagamento e envio.

A Amazon derrubou as ações das empresas de varejo da América Latina ao anunciar uma expansão no Brasil no mês passado, adicionando um mercado de eletrônicos juntamente com sua livraria on-line. O MercadoLibre, que gera 57 por cento de sua receita no Brasil, quer provar que pode se manter no páreo, especialmente porque a região tem bastante espaço para crescer.

"Competimos nos últimos 18 anos, é algo que gostamos de fazer, uma consequência de operar em um mercado grande e atraente", disse o diretor financeiro Pedro Arnt, em conferência com investidores, quando indagado sobre a Amazon. "Nossa postura em relação à concorrência é que pensamos em nossos consumidores, nós nos reconstruímos com base neles."

A política de frete grátis, destinada a ampliar a participação de mercado da empresa, continuou exercendo pressão sobre o lucro. A margem bruta caiu de 63 por cento no ano passado para 47 por cento. Mas a iniciativa parece estar produzindo resultados. A receita brasileira cresceu 75 por cento em dólares, impulsionada pelo programa de frete gratuito e de fidelidade. As vendas também aumentaram no México, na Colômbia e no Chile, disse Arnt, na conferência.

"O foco continua sendo investir agressivamente e ampliar o máximo possível a escala da nossa operação logística e o frete grátis", disse ele. "Vamos nos esforçar para nos transformarmos em uma plataforma indispensável para os nossos usuários, facilitando o comércio digital, os pagamentos e as atividades de crédito deles."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos