Bolsas

Câmbio

Singapore Air quer redefinir luxo com novas cabines do A380

Kyunghee Park e Sterling Wong

(Bloomberg) -- A Singapore Airlines, primeira empresa aérea a colocar camas duplas em suas cabines, está investindo US$ 850 milhões para reequipar todos os seus aviões Airbus A380 em meio a uma disputa acirrada com concorrentes como Emirates por passageiros mais caros.

A empresa aérea de bandeira anunciou na quinta-feira a primeira grande reformulação nas cabines de seus aviões Airbus A380 desde 2007, quando se tornou a primeira a operar a aeronave de dois andares. No caso dos clientes de padrão mais alto, a Singapore Air reduziu o número de suítes de 12 para seis, gerando mais espaço para uma cama plana separada e assento totalmente ajustável com estofamento de couro da empresa italiana Poltrona Frau.

A Singapore Air está se defendendo da intensificação da concorrência, especialmente de empresas aéreas do Oriente Médio como Etihad Airways e Emirates, que em agosto apresentou um lounge inspirado na cabine de um iate para seus aviões A380 e deverá revelar uma nova cabine de primeira classe nesse mês. A renovação dos interiores das aeronaves da aérea de Cingapura -- em andamento há quatro anos -- ocorre em meio à revisão do negócio como um todo em um momento em que o dinheiro obtido por quilômetro voado por passageiro está perto do menor patamar em oito anos e coincide com a preparação da empresa para a divulgação dos resultados trimestrais, prevista para a semana que vem.

"Não nos comparamos com a concorrência", disse o CEO da Singapore Air, Goh Choon Phong, em entrevista coletiva para apresentar as novas cabines. "Desenvolvemos o produto tendo o cliente em mente."

Superando rivais

As empresas aéreas vêm tentando superar umas às outras nos mimos aos passageiros executivos de alto nível. Além da cama e da poltrona de couro das novas suítes da Singapore Air, haverá um guarda-roupa completo e banheiros duplos, um deles equipado com toucador com assento. Mas a aérea não colocará chuveiros a bordo como a Etihad, que oferece a regalia nas suítes Residence.

As mudanças serão adicionadas primeiro em cinco novos aviões superjumbo que a Singapore Air receberá progressivamente a partir desse ano, a começar pelo voo Cingapura-Sidney, em 18 de dezembro. A empresa aérea também reequipará 14 aviões A380 operantes com os novos produtos a partir do fim de 2018, com meta de conclusão em 2020.

As novas suítes foram projetadas pelo Pierrejean Design Studio e a cabine da classe executiva foi concebida pela britânica JPA Design. As camas das duas primeiras suítes podem ser convertidas em uma cama dupla para casais que viajam juntos. Os passageiros da classe executiva terão um assento de 63,5 centímetros de largura que se reclina e vira uma cama de 1,98 metro. Além disso, a divisória central pode ser totalmente abaixada para formar camas de casal.

A Singapore Air -- única aérea asiática que operou o Concorde, mais de três décadas atrás -- registrou prejuízo líquido no trimestre que terminou em março. A empresa se recuperou e registrou lucro de 235,1 milhões de dólares de Cingapura (US$ 173 milhões) no período de três meses encerrado em junho.

--Com a colaboração de Melissa Cheok

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos