Bolsas

Câmbio

Novo regulamento da UE ampliará oferta de dados de mercado

Katie Linsell

(Bloomberg) -- Os profissionais que negociam títulos de dívida na Europa estão contemplando o lado bom das regras mais rígidas de transparência: dados de mercados nunca vistos antes, que podem ajudá-los a ter certeza de que não estão pagando caro demais por esses papéis.

Novos regulamentos exigem que detalhes sobre diversas transações sejam publicados em um prazo de 15 minutos e às vezes até antes de a operação ser concluída ? algo sem precedentes no tradicionalmente nebuloso mercado de títulos. Algumas corretoras e gestoras de investimentos começaram a planejar como capturar e analisar os dados para calcular o valor justo das transações.

"Todos deveriam estar analisando e usando os dados para compreender melhor o mercado", disse Mehmet Mazi, responsável global por negociação de crédito no HSBC Holdings durante um evento sobre renda fixa em Amsterdã. "As firmas que fizerem isso do modo mais inteligente terão vantagem."

Os traders estão animados com a chegada de mais dados, embora o trabalho deles possa ficar mais difícil, ao potencialmente expor as intenções deles em um mercado onde as transações de balcão predominam. A mudança faz parte da Diretiva de Mercados em Instrumentos Financeiros, novo regulamento da União Europeia conhecido pela sigla MiFID II, que entrará em vigor em 3 de janeiro e trará uma ampla reforma das regras de negociação de ativos financeiros ? abrangendo desde o pagamento por pesquisas de investimento até a melhor execução das operações.

Sob as novas regras, participantes do mercado de renda fixa terão acesso a informações como preço, tamanho, moeda, plataforma de negociação, dia e hora das transações, de acordo com a MarketAxess.

"Teremos dados de melhor qualidade e tomara que isso ajude a criar oportunidades de negociação", disse Fabien Oreve, responsável global por negociação de ativos da Candriam, que administra aproximadamente 110 bilhões de euros (US$ 130 bilhões). "O grande assunto agora é como coletar e interpretar os dados", acrescentou.

A Candriam já analisa seus dados históricos na tentativa de obter os melhores termos. AllianceBernstein Holding, Pictet Asset Management e Union Investment estão entre as gestoras de recursos que fazem pesquisas similares. O trabalho inclui a busca de padrões na compra e venda de títulos a diferentes contrapartes.

A Bloomberg LP, controladora da Bloomberg News, oferece sistemas de negociação de títulos e serviços de reporte de transações e melhor execução para cumprimento das novas regras.

As alterações trazidas por MiFID II aumentarão a liquidez de alguns títulos porque será mais fácil determinar o preço desses papéis, disse Gareth Coltman, responsável por gestão de produtos na Europa da plataforma de negociação MarketAxess. A novidade também incentivará a automação, ajudando os formadores de mercado a negociar uma variedade maior de títulos e realizar operações mais rapidamente. O HSBC está utilizando algoritmos que vão definir o preço de 5.000 instrumentos financeiros até o fim de março, disse Mazi.

Transparência tem limites

No entanto, o efeito em termos de transparência será limitado porque as regras mais rígidas de reporte só se aplicarão aos títulos mais líquidos. Pelas estimativas da MarketAxess, somente 60 por cento das transações com títulos soberanos e 2 por cento das transações com títulos corporativos serão de conhecimento público. Essas parcelas podem aumentar gradualmente, devido aos planos de ampliar a cobertura nos primeiros quatro anos.

Para os traders, o aspecto mais preocupante do novo regime é atender às exigências de reporte após cada transação, de acordo com pesquisa realizada junto a 100 diretores de renda fixa pela WBR Digital, a organizadora da conferência em Amsterdã. As novas regras que exigem pagamento por pesquisas e padrões de reporte antes de cada transação também foram citadas como preocupações relevantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos