Bolsas

Câmbio

Quer ver tesouros escondidos da Colômbia? Vá para zonas das Farc

Nikki Ekstein

(Bloomberg) -- Pergunte à colombiana Cristina Consuegra o que ela lembra sobre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e ela contará histórias sobre sorte e azar. Relativamente falando, sorte era perder seu sítio; azar era descobrir que familiares ou amigos haviam sido sequestrados. E o azar era ainda maior quando eles nunca mais voltavam para casa.

Mas em vez de deixar esses fantasmas do passado para os livros de história, Consuegra amarra os cadarços de suas botas de caminhada e percorre lugares misteriosamente bonitos que, até novembro de 2016, eram basicamente conhecidos como bases das Farc. Além disso, leva turistas aventureiros com ela. O objetivo? Substituir essas memórias obscuras por recordações felizes e mostrar ao mundo os tesouros mais impressionantes da Colômbia.

Seria exagero afirmar que todo o interior da Colômbia está aberto aos viajantes no delicado ambiente pós-conflito. Minas terrestres estão sendo retiradas de certas áreas e ainda há pequenos bolsões de comunidades militantes. A infraestrutura ruim amplia as significativas limitações, certos lugares podem ser acessados apenas de helicóptero ou Cessna e a oferta hoteleira é baixa.

Mas Consuegra está driblando esses obstáculos para possibilitar conforto e segurança mesmo nos lugares mais inimagináveis.

Um exemplo é Los Llanos. Essa região rural selvagem de vaqueiros perto da fronteira venezuelana é basicamente ignorada pelos colombianos. A própria Consuegra foi pega de surpresa pelo apelo dessa zona antes proibida, onde é possível avistar onças, pumas, capivaras, macacos bugios e um caleidoscópio de espécies de aves. Com exceção de algumas opções bem básicas, os hotéis são inexistentes, mas no manual de Consuegra, o velho ditado pode ser adaptado para "eles virão, mesmo que você não construa". Ela criou alojamentos temporários estilo safári em corredores seguros cheios de vida selvagem e abriu o acesso a uma mansão já existente com uma pista de pouso privada.

Outra opção é Caño Cristales, um rio que muda de cor e tem um apelo mítico, perto da cidade de La Macarena. Os moradores o chamam de "rio de cinco cores" ou "arco-íris líquido" devido às plantas que florescem periodicamente em seu leito, fazendo com que as águas pareçam manchadas de rosa, roxo, amarelo, verde e vermelho. "Esta região se tornou acessível apenas nos últimos anos com novos voos com saída de Bogotá e com dois lindos alojamentos administrados por um jovem biólogo", disse Consuegra. A região tem um grande apelo ecológico: é um ponto de convergência das planícies, dos Andes e da Amazônia.

A Sierra Nevada, onde estão localizadas as surpreendentes ruínas de La Ciudad Perdida e o alojamento da empresa de viagens sob medida de Consuegra, Galavanta, era até recentemente quartel-general do chefe paramilitar Jorge Cuarenta, mas Consuegra leva os visitantes até lá. Serranía de la Lindosa, onde formações rochosas raramente vistas estão cheias de pictogramas antigos, ficava a pouca distância da pista de pouso de Pablo Escobar; o lugar também está disponível para exploração. E na costa oeste, em El Choco, agora se pode observar baleias jubarte migrando pacificamente para o norte vindas da Patagônia.

"As pessoas não sabem que a Colômbia é um dos países com maior biodiversidade do mundo", disse Consuegra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos