Bolsas

Câmbio

Saturação de pequenos grãos causa grandes prejuízos no Canadá

Jen Skerritt

(Bloomberg) -- A pequena lentilha e a humilde ervilha - produtos básicos para vegetarianos de todo o mundo - estão provocando um grande impacto na redução da rentabilidade de alguns agricultores e produtores de alimentos do Canadá.

Os preços da lentilha caíram mais de 30 por cento nos últimos 12 meses e o maior consumidor, a Índia, teve safras abundantes e está tentando vender seu estoque excedente. As exportações de leguminosas do Canadá, o maior produtor e exportador, caíram quase à metade. A AGT Food & Ingredients, uma das principais vendedoras desses grãos, com sede em Regina, Saskatchewan, registrou quatro trimestres consecutivos de prejuízos e suas ações caíram 46 por cento em 2017.

"Está difícil encontrar alguém disposto a comprar agora", disse Brad Blackwell, um agricultor de Saskatchewan que plantou lentilhas vermelhas em um terço de seus 3.237 hectares neste ano. "Os preços estão péssimos."

A perspectiva foi de mal a pior e abalou um negócio que desfrutava dos preços mais altos da história no começo de 2016. Desde então, os agricultores expandiram a produção, o que criou uma abundância global. Só no Canadá, o número de hectares dedicados às lentilhas cresceu 62 por cento em relação a quatro anos atrás, e a superfície plantada com ervilhas aumentou 23 por cento, mostram dados do governo.

Demanda em queda

Na Índia, onde os legumes são preparados com temperos picantes, molhos ou manteiga e consumidos na maioria das refeições com arroz e pão pita, a demanda por leguminosas está diminuindo. As fazendas se recuperaram das chuvas fracas da monção que arrasou as safras em 2014. Além disso, o país está importando mais ervilhas e lentilhas da Europa Oriental, que são mais baratas do que a oferta canadense, disse Marlene Boersch, sócia administrativa da Mercantile Consulting Venture em Winnipeg, Manitoba.

A Índia colheu 23 milhões de toneladas de leguminosas no ano-safra de 2016-2017, que acabou em julho, um aumento de 28 por cento em relação ao ano anterior, disse Colin Topham, presidente da Canadian Special Crops Association. Em 16 de novembro, o governo eliminou restrições à exportação, e um conselho ministerial está avaliando as políticas comerciais para as leguminosas. O país criou impostos à importação de ervilhas, medida que, segundo Topham, fará com que os preços caiam mais ainda.

Na semana de 9 de novembro, a ervilha amarela canadense registrou seu maior declínio semanal da história, com uma queda de 25 por cento, para US$ 6 por bushel, segundo Brian Clancey, presidente e analista sênior de mercados da Stat Communications, com sede em Vancouver. As ofertas feitas aos produtores pelas lentilhas vermelhas caíram 19 por cento na mesma semana, e as ofertas pelas lentilhas verdes grandes recuaram 18 por cento, disse ele.

"Estamos atravessando nossa primeira abundância global de leguminosas em muitos anos", disse Topham, em entrevista por telefone, de Winnipeg.

"Vou esperar até o próximo ano para ver aonde o mercado vai", disse Blackwell, o agricultor de Saskatchewan. "A demanda mundial caiu."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos