Bolsas

Câmbio

Bancos britânicos se desesperam com Brexit (e condução política)

Fergal O'Brien

(Bloomberg) -- Pergunte a um banqueiro britânico o que o preocupa e há boas chances de que ele responda "Brexit".

Segundo a última pesquisa do Banco da Inglaterra sobre o setor financeiro, 91 por cento dos entrevistados citaram "risco político" como ameaça ao sistema financeiro do Reino Unido, e cerca de dois terços identificaram-no como sua maior preocupação. E entre os que o citaram, 90 por cento se referiram explicitamente à saída da União Europeia.

O segundo assunto mais mencionado foi o risco geopolítico, com 61 por cento, seguido dos ciberataques, com 57 por cento. Todo o restante foi classificado com menos de 50 por cento, incluindo recessão econômica, regulamentação e mercado imobiliário do Reino Unido.

Acentuando a escala de preocupação, 67 por cento dos entrevistados identificaram a política como maior risco e nenhum outro fator obteve mais de 7 por cento. Uma série de eleições e referendos tem afetado os ativos britânicos, em particular a libra, desde 2014. No início do ano, apenas 3 por cento afirmavam que a política era sua principal preocupação.

A União Europeia deu prazo até 4 de dezembro para que o Reino Unido melhore sua oferta sobre questões fundamentais antes de iniciar negociações sobre o comércio e um período de transição. A demora está gerando incerteza para empresas e consumidores, e o presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, afirmou na terça-feira que o setor financeiro precisa de clareza "em breve".

Carney fez o comentário na publicação do teste de estresse anual do Banco da Inglaterra aos bancos, no qual todos foram aprovados. Carney disse que as instituições financeiras poderiam lidar com um Brexit desordenado e que, caso a saída da UE venha acompanhada de outras complicações -- como uma grave recessão global --, poderia provocar dificuldades.

A pesquisa foi realizada no segundo semestre de setembro e incluiu representantes de 96 bancos, gestores de ativos, hedge funds e seguradoras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos