Bolsas

Câmbio

Mercado agrícola oferece alguns raios de esperança ao investidor

Marvin G. Perez e Megan Durisin

(Bloomberg) -- Há alguns raios de esperança no horizonte para os traders agrícolas, que vêm sendo pressionados pela queda aparentemente sem fim dos preços das safras.

Embora os grãos ainda sejam assolados pela abundância, as commodities macias começam a mostrar alguns sinais de ofertas mais restrita. Os hedge funds se tornaram positivos em relação ao açúcar pela primeira vez em mais de seis meses em meio à desaceleração da produção no Brasil, o maior produtor mundial. Os investidores também estão otimistas em relação ao suco de laranja, segundo dados da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos EUA (CFTC, na sigla em inglês) divulgados na segunda-feira.

A seguir alguns destaques do relatório da CFTC:

Açúcar

Com os custos maiores da energia no Brasil, mais cana-de-açúcar está sendo transformada em etanol em vez de açúcar. Os hedge funds estão atentos a isso.

Os gerentes de recursos mantinham uma posição comprada líquida para o açúcar bruto de 947 futuros e opções na semana que terminou em 21 de novembro, segundo a CFTC. O número, que mede a diferença entre as apostas no aumento e no declínio do preço, é a primeira leitura positiva desde o fim de abril.

A produção de açúcar do Centro-Sul do Brasil, a principal região produtora, caiu para 1,26 milhão de toneladas na primeira quinzena de novembro, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) na segunda-feira. A quantidade é inferior à de 1,3 milhão estimada pelos analistas em uma pesquisa da Bloomberg e também está abaixo do total de 1,37 milhão do ano anterior.

Suco de laranja

Os futuros do suco de laranja subiram 12 por cento neste trimestre em meio à crescente preocupação com a oferta a longo prazo. Os preços poderiam continuar subindo devido aos danos que os furacões causaram nas plantações da Flórida e porque o clima seco ameaça a oferta no Brasil, disse Andrés Padilla, analista de bebidas do Rabobank em São Paulo, em relatório. Os investidores se posicionam para mais ganhos, ampliando suas apostas líquidas pela quarta semana consecutiva.

Soja

Ainda há enormes ofertas na maioria dos mercados de grãos, o que estimula um sentimento negativo nos investidores. Os fundos mantêm uma aposta pessimista líquida quase recorde e também estão apostando em declínios do trigo. Na soja, os gerentes de recursos reduziram suas participações compradas líquidas ao menor patamar desde setembro, mostram dados da CFTC. As exportações dos EUA começam a um ritmo mais lento nesta temporada em que os agricultores americanos competem com grandes safras no Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos