Bolsas

Câmbio

Supervisor de bancos do Fed rejeita a revolução da bitcoin

Jesse Hamilton

(Bloomberg) -- Que os fãs da bitcoin não coloquem o carro na frente dos bois.

Randal Quarles, o responsável por supervisionar Wall Street dentro do banco central americano (Federal Reserve), afirma que as autoridades monetárias estão longe de adotar as moedas digitais como meios de pagamento. E considerando a oscilação brutal no preço da bitcoin - que nesta semana atingiu US$ 11.000 e depois caiu para quase US$ 9.000 --, ele entende que o sistema financeiro pode correr perigo, especialmente com a expansão do movimento em prol das moedas digitais.

"Sem apoio institucional e de ativos de um banco central, não está claro como uma moeda digital privada no centro de um sistema de pagamentos em grande escala se comportaria-- ou se o sistema de pagamentos seria capaz de funcionar em períodos de estresse", afirmou Quarles, que acaba de ser nomeado vice-presidente de supervisão do Fed, em apresentação preparada para uma conferência no Departamento do Tesouro dos EUA na quinta-feira.
Ele também defende que outros bancos centrais adotem cautela em relação a esses ativos.

"As moedas digitais são produto de nicho que às vezes gera muito noticiário", disse Quarles. "Mas do ponto de vista de análise, a 'moeda' ou ativo no centro de alguns desses sistemas não tem garantia por outros ativos seguros, não tem valor intrínseco, não é obrigação de uma instituição bancária regulamentada e, nos principais casos, não é obrigação de instituição nenhuma."

Sendo assim, Quarles - que foi nomeado no mês passado pelo Senado o primeiro vice-presidente do Fed responsável por regulamentar bancos - afirma que o governo precisa ficar de olho nas moedas digitais e adotar lentamente inovações úteis, contanto que sejam seguras.

Quarles enfatizou riscos frequentemente associados às moedas digitais: vulnerabilidade a hackers e utilização em lavagem de dinheiro e terrorismo. Ele acrescentou que o governo teria melhor resultado se tornar o atual sistema de pagamentos mais rápido e conveniente, particularmente porque as redes existentes são altamente regulamentadas.

Vale lembrar que as preocupações de Quarles aparentemente vão além daquelas explicitadas pelo homem que logo será seu chefe. Na audiência de confirmação dele como presidente do Fed, em 28 de novembro, Jerome Powell disse que as moedas digitais "não importam tanto hoje". Segundo Powell, esses ativos "simplesmente não são grandes o bastante".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos