Bank of America considera transferência para Paris, dizem fontes

Laura J. Keller

(Bloomberg) -- O Bank of America está debatendo propostas dos subordinados do diretor operacional, Tom Montag, para erguer rapidamente uma central europeia de negociação de instrumentos financeiros em Paris, de acordo com pessoas a par das conversas.

Montag e alguns dos principais líderes do banco discutiram recentemente se deveriam alterar um plano inicial de transferir algumas centenas de funcionários para a capital francesa, segundo as fontes, que pediram anonimato porque as conversas têm caráter privado. Entre as ideias colocadas na mesa estão mudanças radicais que não foram tão bem recebidas. Em setembro, a Bloomberg noticiou que a instituição pretendia instalar sua base regional em Paris quando o Reino Unido sair da União Europeia. Inicialmente, iriam aproximadamente 300 pessoas para lá.

Uma das propostas de executivos da divisão de banco de investimento e corporativo, comandada por Montag, era que cerca de 600 posições nas áreas de vendas, negociação de ativos e outros operações fossem transferidas rapidamente de Londres principalmente para Paris, disseram as fontes. Os gestores também ventilaram a ideia de mandar mais funcionários do que os 1.000 que caberiam no escritório em Paris que o banco pretende utilizar, disse uma das fontes.

É improvável que o Bank of America adote qualquer uma dessas abordagens, mas as mesmas ilustram a incerteza para profissionais de todo o setor enquanto os altos executivos elaboram a resposta ao Brexit. Bancos de investimento globais devem transferir milhares de empregados para cidades do continente europeu caso o Reino Unido perca em 2019 o chamado direito de passaporte, que permite que escritórios em Londres prestem serviços em toda a UE.

Montag incentivou seus subordinados a pensar com ousadia e propor medidas decisivas para ajudar o banco a formular a estratégia, disseram as pessoas. Executivos ligado a ele, como a responsável por vendas de títulos de renda fixa, Sanaz Zaimi, sugeriram que uma expansão rápida em Paris poderia oferecer vantagens em termos de recrutamento, segundo as fontes. A cidade atrai estrangeiros e a França vem cortando impostos para trazer para o país milhares de empregos bem remunerados do setor financeiro.

Há algumas semanas, Montag comentou sobre essas ideias durante encontros com líderes do banco, incluindo a diretora administrativa, Andrea Smith, e a diretora global de recursos humanos, Sheri Bronstein. Assim como Montag, as duas se reportam diretamente ao presidente Brian Moynihan. No fim das contas, o grupo se decidiu por uma abordagem mais comedida, que ficou explícita quando Montag falou a investidores em Nova York, no dia 14 de novembro.

Possíveis mudanças

"Acho que vamos transferir, do lado de vendas e negociação de ativos, aproximadamente 200 pessoas", ele disse, listando como possíveis destinos Paris, Frankfurt e Dublin. "Mas vamos ver o que realmente vai acontecer."

No fim das contas, o cronograma e os planos "podem ser bem diferentes", ele alertou. Montag, Smith e Bronstein dirigiram perguntas sobre essas decisões à assessoria de imprensa do banco, que se recusou a comentar. Zaimi não retornou uma mensagem solicitando comentário.

Um dos motivos para o Bank of America agir com cautela é que muito ainda está indefinido. O Reino Unido ainda negocia os termos da saída do bloco e pode estender ou manter alguns direitos de passaporte. Nas últimas semanas, políticos britânicos e da UE contataram bancos no Reino Unido para discutir uma transição que possa ajudar as instituições em Londres a preservar algum acesso ao mercado comum, conforme informou o presidente do conselho do Barclays, John McFarlane.

Enquanto isso, outros países podem emplacar reformas que façam deles destinos mais atraentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos