ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

Descubra como sapatos sob medida são fabricados

Lisa Fleisher

19/12/2017 14h43

(Bloomberg) -- A parte mais desafiadora de fabricar um sapato sob medida não é escolher o couro, aperfeiçoar a costura ou garantir que o calcanhar seja à prova de intempéries. A parte mais difícil, segundo a sapateira Vivian Saskia Wittmer, envolve algo que você jamais usará.

É criar o molde de pé que dá forma ao sapato. "Ninguém te ensina a fazer um molde, é sério, é preciso treinar sozinho", diz Wittmer, 45, nascida na Alemanha, em sua oficina em Florença, na Itália, cidade da realeza da fabricação de sapatos onde Salvatore Ferragamo morou. "Normalmente nenhum mestre mostra como fazer um molde. Se o molde estiver incorreto, o sapato não entrará nunca. Pode ser perfeito, mas o cliente não ficará feliz."

Wittmer produz cerca de quatro pares de sapatos por mês em sua oficina de três pessoas, chamada Saskia, com preços a partir de 3.000 euros (US$ 3.540) por par, incluindo 500 euros para o molde, que sempre fica no sapateiro. Isso significa que os clientes devem retornar ao mesmo sapateiro para usá-lo novamente, ou pagar por outro molde para fabricar um sapato em outro lugar.

Para produzir o molde, Wittmer começa tomando medidas simples e fazendo anotações e observações a respeito das necessidades do cliente: o calcanhar do sapato costuma deslizar? É necessário apoio adicional em determinada área? A parte traseira do pé é particularmente estreita? Apesar de Wittmer também fabricar sapatos femininos, a maioria de seus clientes são homens.

Quando ela começou nesse setor dominado por homens, as pessoas achavam que Wittmer não estaria apta fisicamente para o trabalho com todo o puxar, esticar e atar que faz parte do ofício. "Quando comecei, todos me olhavam e diziam 'esta senhora vai fechar em um ano'", diz ela. "Não é fácil. Realmente é preciso usar os cotovelos."

Agora ela trabalha com mais duas mulheres -- uma da Itália e outra do Japão. Ela abriu a oficina há quase 18 anos a oeste do coração de Florença, a cerca de 20 minutos a pé da Ponte Vecchio, na região central. "Não queria turistas entrando todos os dias", diz ela.

Um par de sapatos leva cerca de três semanas de trabalho, sem incluir o tempo que os calçados precisam para secar nem os períodos de espera para os materiais. As sessões para que o cliente experimente o sapato também aumentam o prazo. O processo todo, desde o pedido inicial até a entrega, leva cerca de seis a oito meses. Clientes habituais recebem sapatos mais rapidamente.

Depois que o molde é feito, o material do sapato real -- geralmente couro -- é esticado sobre ele para ganhar forma e, em seguida, é pregado e costurado. Uma tira liga a sola à parte superior do sapato. Ela costura a palmilha e outras partes superiores do sapato com fios de linho impermeabilizados com cera.

Ela aplica cortiça na frente para amortecimento e depois cola a sola. O calcanhar é o último passo. Fabricado em camadas simples de couro, o calcanhar é colado e pregado, depois moldado, lixado e queimado para que todos os poros se fechem. Depois, é pintado e queimado novamente com cera. "Definitivamente, não entra nada de água", diz ela.

Após um bom lustre, o molde é retirado, a sola interna é colocada e o sapato está pronto para ser calçado.

Mais Economia