ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Vaticano quer dedicação de startups a mudança climática

Chiara Albanese e John Follain

19/12/2017 12h39

(Bloomberg) -- É uma mistura e tanto: alguns profissionais de tecnologia em busca de lucro, a antiga Igreja Católica Romana e um toque de antiglobalismo. O resultado é um centro de startups.

Um ano atrás, os capitalistas de risco Stephen Forte, do Fresco Capital Fund, e Eric Harr, da Imagine Ventures ? ambas com sede na Califórnia ?, pediram que o Vaticano apoiasse uma competição de tecnologia entre startups dedicadas à mudança climática, à energia e à gestão de recursos.

Surpreendentemente, para uma Igreja cuja história remonta a cerca de 2.000 anos e que há apenas quatro anos decidiu abandonar o latim como idioma oficial para as principais reuniões de seus bispos, o Vaticano se interessou.

O resultado ? em que nove startups entre cerca de 300 participantes receberam US$ 100.000 em investimentos de capital ? marca mais uma mudança, na que o Vaticano recorre ao setor de tecnologia. Entre os investidores estão Ibrahim AlHusseini, fundador e sócio administrativo do FullCycle Energy Fund, que financia empresas dedicadas a transformar resíduos em energia limpa, Badr Jafar, empreendedor social dos Emirados Árabes Unidos, e Chade-Meng Tan, engenheiro dos primórdios do Google.

O Vaticano não oferecerá nenhum financiamento, mas fornecerá um lugar e a orientação e a influência do cardeal Peter Turkson, principal assessor do Papa Francisco em questões ambientais. O programa se chama Laudato Si, em referência à encíclica de 2015 ? uma das principais formas de escritos papais ? que incentivou os países a tirar a "mãe Terra" de uma "espiral de autodestruição".

"A tecnologia de ponta, a inteligência artificial e todos esses elementos podem contribuir para o bem-estar da Terra", disse o cardeal Turkson, que administra pessoalmente suas páginas do Twitter e do Facebook. "A tecnologia de ponta é um produto da mente humana. E, nesta encíclica, o desafio da ciência desempenha um papel muito importante."

Em dezembro, nove startups passaram para o estágio final de um desafio destinado a aplicar a visão de Francisco sobre a mudança climática a ideias de tecnologia de ponta. A demonstração foi realizada em um dos muitos territórios pertencentes ao Vaticano espalhados por Roma, e um jantar de gala no dia seguinte ocorreu em um dos hotéis de luxo da cidade.

O apelo do Vaticano ajudou a atrair fundadores do setor de tecnologia e celebridades. Biz Stone, cofundador do Twitter, compartilhou conselhos em uma palestra para os empreendedores do programa. Turkson se reuniu com os investidores e os fundadores de startups e organizou um evento de demonstração no território do Vaticano em 4 de dezembro, com o ator norte-americano Danny De Vito, que deu um abraço apertado no cardeal.

Valeria Sánchez, de 25 anos, da cidade mexicana de Guadalajara, é uma das quatro mulheres que fundaram a Protrash, um aplicativo que ajuda comunidades a coletar resíduos de plástico e alumínio. "Estamos aqui por causa do Papa Francisco, ele fez uma revolução em relação à mudança climática", disse ela.

--Com a colaboração de Flavia Rotondi e Vidya Root

Mais Economia