ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

Bali tem prejuízo de US$ 1 bi e governo tenta acalmar turistas

Thomas Kutty Abraham e Rieka Rahadiana

22/12/2017 10h47

(Bloomberg) -- Os prejuízos causados pela erupção de um vulcão em Bali se aproximam de US$ 1 bilhão e o presidente da Indonésia, Joko Widodo, e seu vice visitarão a ilha para mostrar ao mundo que o destino turístico é seguro para o Natal e o Ano-Novo.

Widodo, também conhecido como Jokowi, visitará Bali na sexta-feira e comandará uma reunião ministerial, informou o gabinete do presidente em comunicado. O vice-presidente, Muhammad Jusuf Kalla, celebrará o ano-novo na ilha, classificada como o melhor destino de viagem do mundo pelo TripAdvisor neste ano. O Ministério do Turismo da Indonésia afirma que os turistas estão seguros fora da zona de exclusão, que engloba um raio de cerca de 10 quilômetros ao redor do Monte Agung, na parte leste de Bali, que expele cinzas e fumaça desde 21 de novembro.

O governo de Jokowi está desesperado para voltar a atrair turistas a Bali, também conhecida como a ilha dos deuses, porque o turismo responde por cerca de 70 por cento da renda da província. Os prejuízos chegam a 11 trilhões de rúpias (US$ 812 milhões) desde que o alerta vulcânico foi emitido pela primeira vez, em 21 de setembro, segundo a agência de mitigação de desastres do país. Os visitantes chineses, maior bloco de turistas da Indonésia, estão evitando Bali após a emissão de um alerta de viagens em Pequim, noticiou o jornal The Jakarta Post, citando declaração do ministro do Turismo da Indonésia, Arief Yahya.

"Queremos mostrar que Bali é segura", disse Jokowi, em comunicado, explicando a lógica da reunião de gabinete na cidade insular. O presidente discutirá com os ministros o impacto do vulcão na economia de Bali, entre outros assuntos, segundo o comunicado.

A taxa de ocupação de quartos de hotéis em Bali caiu para 20 por cento, informou o Post, citando informações da Associação de Hotéis e Restaurantes da Indonésia. Quase um milhão de visitantes eram esperados em Bali em dezembro e janeiro combinados, segundo Anak Agung Gede Yuniartha Putra, chefe do departamento de turismo de Bali. Agora, espera-se menos da metade dessa projeção.

--Com a colaboração de Yudith Ho e Kyunghee Park

Mais Economia