ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Compra de petróleo por blockchain dá pistas sobre custos menores

Alfred Cang

26/12/2017 10h53

(Bloomberg) -- Para os traders de commodities que se perguntam quanto podem economizar usando tecnologia de blockchain em suas transações, a primeira aquisição chinesa de petróleo do Oriente Médio por meio da plataforma digital dá uma pista.

Duas aplicações da tecnologia blockchain -- um conhecimento de embarque marítimo digital e contratos inteligentes -- ajudaram a "otimizar" os custos de financiamento da Sinochem Group em 20 por cento a 30 por cento, segundo matéria da agência oficial de notícias Xinhua publicada no website da empresa estatal. O desenvolvimento e o uso da plataforma na indústria petroquímica chinesa ajudarão a melhorar a transparência e o gerenciamento de riscos, segundo a matéria, que não oferece mais detalhes.

O blockchain é uma tecnologia digital baseada em livro-razão para gerenciamento de transações apontada como possivelmente capaz de gerar economia de centenas de milhões de dólares por ano para o setor de negociação de commodities por meio da redução dos custos associados aos contratos e documentos de operação tradicionais em papel. Empresas como traders e petroleiras executam milhares de operações com recursos a cada ano financiadas por empréstimos de curto prazo de bancos de financiamento ao comércio exterior.

Empresas como BP, Royal Dutch Shell, Gunvor Group e Mercuria Energy anunciaram planos de desenvolver uma plataforma digital baseada em blockchain para gerenciar transações de commodities físicas. O novo empreendimento surge após uma iniciativa do início do ano liderada pelo banco holandês ING Groep que inclui a Mercury e o banco francês Société Générale para testar uma transação respaldada em blockchain de envio de uma carga de petróleo africano para a China.

Mais Economia