Bolsas

Câmbio

Commodities ficam baratas e "imploram por compra", diz analista

Gerson Freitas Jr.

(Bloomberg) -- As commodities estão muito depreciadas em relação ao valor que moedas digitais e ações de companhias listadas nos Estados Unidos atingiu após a forte alta deste ano. Para alguns analistas, trata-se de um sinal de que os preços das matérias-primas estão propensos a uma forte recuperação.

O popular índice S&P GSCI, que reflete o preço de 24 commodities -- incluindo soja, café, açúcar, cobre e petróleo -- atingiu o menor patamar já registrado quando comparado ao S&P 500, o índice que acompanha o mercado acionário americano. Para Shawn Hackett, presidente da Hackett Financial Advisors, na Flórida, o baixo valor relativo desses produtos sugere um grande e prolongado movimento de alta para esses mercados ao longo dos próximos 10 anos.

"Em 2008, as ações imploravam para ser compradas com base nessa métrica de avaliação, e isso se provou correto", afirmou Hackett em relatório enviado a clientes na segunda-feira. "Agora temos a condição exatamente oposta, na qual as commodities imploram para ser compradas na comparação com as ações."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos