Produtores argentinos correm contra o tempo para plantar soja

Jonathan Gilbert

(Bloomberg) -- Produtores de soja do Norte da Argentina estão em uma corrida contra o tempo para semear antes que o período de plantio acabe dentro de pouco mais de duas semanas.

O plantio foi adiado neste ano porque os produtores aguardam ansiosamente as chuvas em campos que secaram por causa do fenômeno meteorológico La Niña, que provocou condições de sequia. As chuvas finalmente chegaram no cinturão arável da região do Pampa, mas os produtores do Norte ainda as estão aguardando.

As províncias do Norte -- principalmente Santiago del Estero, Chaco e Salta -- têm até a terceira semana de janeiro para semear 2,14 milhões de hectares de áreas de soja, de acordo com um relatório de 28 de dezembro da Bolsa de Cereais de Buenos Aires. Essa superfície corresponde a quase 12 por cento da área total na Argentina.

As chuvas leves previstas pelo Ministério da Agroindústria nesta semana para algumas áreas do Norte podem ajudar os produtores, mas algumas regiões, incluindo a maior parte de Santiago del Estero e do Chaco, estão perdidas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos