ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Coreia do Sul ganha novo bilionário do mundo dos videogames

Yoojung Lee

05/01/2018 19h12

(Bloomberg) -- O Black Desert Online, o RPG bem-sucedido da Pearl Abyss, ajudou a transformar seu fundador, Kim Dae-il, no mais novo bilionário dos videogames on-line da Coreia do Sul.

As ações da empresa de videogames com sede em Anyang mais do que dobraram desde sua abertura de capital em setembro, somaram cerca de US$ 689 milhões à fortuna de Kim e lhe deram uma fortuna pessoal de US$ 1,1 bilhão, segundo o Índice de Bilionários da Bloomberg. Kim, dono direto de 39 por cento da empresa, confirmou sua fortuna pessoal e o tamanho de sua participação.

"Os setores de videogame e TI exigem menos investimentos do que outras áreas nas etapas iniciais", disse Kim, 37, por e-mail. "Por isso, é possível tentar muitas coisas se você destinar tempo e esforço."

A empresa, que foi fundada em 2010 com apenas sete funcionários e tinha mais de 200 em setembro de 2017, planeja lançar uma versão móvel do Black Desert até o fim do mês. Mais de 2 milhões de usuários se cadastraram para jogar em apenas três semanas.

"As expectativas com os preparativos da empresa para se expandir para os videogames em dispositivos móveis com o lançamento de um jogo novo têm aumentado o preço das ações", disse Kim Hak-joon, da Kiwoom Securities em Seul. O Black Desert, jogado em mais de 100 países, "encaixa com as preferências dos jogadores do exterior por causa de sua maior liberdade de escolha", disse ele.

Parceria com a Microsoft

O jogo on-line original que chegou ao mercado em 2014 gerou mais de 400 bilhões de wons (US$ 376,6 milhões) em vendas, 80 por cento das quais vêm do exterior.

A Pearl Abyss visa se expandir para outras plataformas e formou uma parceria com a Microsoft para levar o Black Desert ao mercado de consoles neste ano. Kim disse que pelo menos dois jogos novos estão sendo criados.

Kim deixou a faculdade para seguir seu sonho de criar videogames. Com o sucesso do Black Desert, ele se junta aos outros bilionários do setor que fizeram fortuna, entre eles Bang Jun-hyuk, da Netmarble Games, e Kwon Hyuk-bin, da Smilegate Holdings.

Mais Economia