ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Tesla, Neoen podem bater recorde próprio com bateria australiana

Perry Williams

10/01/2018 13h35

(Bloomberg) -- As criadoras do maior projeto de bateria de íon de lítio do mundo poderão quebrar seu próprio recorde. A desenvolvedora francesa de energias renováveis Neoen pretende construir uma nova unidade gigante na Austrália com a Tesla de Elon Musk.

Uma bateria com capacidade superior aos 100 megawatts do projeto antigo pode ser desenvolvida na central de força de Kaban Green da Neoen, a 80 quilômetros a sudoeste de Cairns, no estado de Queensland, segundo Garth Heron, chefe de desenvolvimento eólico da Neoen para a Austrália. A Tesla poderá fornecer a bateria, considerando que as duas empresas já colaboraram em outros dois projetos de energia renovável na Austrália, disse.

"Estudamos fabricar uma bateria bastante grande porque há muita necessidade de armazenamento de eletricidade em Queensland", disse Heron, em entrevista por telefone, na terça-feira. A Reserva de Força de Hornsdale, na Austrália Meridional, que começou a fornecer energia à rede nacional em dezembro, "definitivamente abriu nossa cabeça em relação ao armazenamento em grande escala e foi um grande sucesso para nós", disse Heron.

Uma porta-voz da Tesla em Sidney preferiu não comentar.

A maior bateria de íon de lítio do mundo foi instalada em tempo recorde na Austrália Meridional após a aposta de sucesso do bilionário Musk de que poderia ajudar a resolver a crise energética do país do Pacífico empregando a tecnologia da Tesla para preencher o déficit de oferta. A bateria permite que a energia do parque eólico adjacente, operado pela Neoen, seja despachada para a rede elétrica do país a qualquer momento, com ou sem vento.

Recordista

Mesmo que ultrapasse 100 megawatts no ano que vem, a bateria de Queensland ainda pode ter concorrência pelo título de maior do mundo. A Hyundai Electric & Energy Systems está construindo uma unidade de íon de lítio de 150 megawatts, 50 por cento maior que a de Musk, que segundo a empresa entrará em operação daqui a alguns meses em Ulsan, perto da costa sudeste da Coreia do Sul.

Depois que os preços das baterias caíram quase pela metade em relação a 2014, estão surgindo projetos de grande escala em todo o mundo. As desenvolvedoras anunciaram projetos de baterias de íon de lítio com capacidade total de 1.650 megawatts-hora em 2017, quatro vezes o montante de todo o ano de 2016, segundo a Bloomberg New Energy Finance.

A bateria da Austrália Meridional já mostrou seu valor reagindo às interrupções dos geradores movidos a carvão do mercado nacional de eletricidade da Austrália em quatro oportunidades em dezembro, fornecendo energia de backup em uma fração de segundo, segundo a Neoen.

"A resposta da bateria é quase instantânea quanto há falhas na rede", disse Heron.

O projeto de Queensland, que poderá abastecer até 57.000 casas, pode entrar em operação em 2019 e seria o terceiro projeto das empresas francesa e americana na Austrália. A Tesla fornecerá uma bateria de 20 megawatts para a central de força de Bulgana Green da Neoen, no estado de Victoria, no sul do país, que também integra um parque eólico com armazenamento de bateria.

Mais Economia