ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Apple distribui bônus a funcionários após reforma fiscal nos EUA

Mark Gurman

18/01/2018 14h12

(Bloomberg) -- A Apple anunciou aos funcionários na quarta-feira que está emitindo bônus de US$ 2.500 em ações restritas após a sanção da nova lei fiscal dos EUA, segundo pessoas a par do assunto.

A fabricante do iPhone começará a emitir bônus em ações para a maioria dos funcionários em todo o mundo nos próximos meses, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque não estavam autorizadas a falar publicamente. A iniciativa surge no mesmo dia em que a Apple afirmou que repatriaria a maior parte do dinheiro mantido no exterior e investiria US$ 30 bilhões nos EUA nos próximos cinco anos em um novo campus de suporte técnico, em centros de dados e na contratação de 20.000 novos funcionários.

A Apple confirmou os bônus em resposta a uma pergunta da Bloomberg, na quarta-feira. A empresa com sede em Cupertino, Califórnia, entra em uma lista crescente de empresas americanas que celebraram a sanção de uma lei tributária pró-corporativa com bônus pontuais para os funcionários. AT&T, Comcast, JetBlue Airways e Wal-Mart Stores também anunciaram que entregariam bônus.

Em e-mail aos funcionários visto pela Bloomberg, o CEO da Apple, Tim Cook, disse que a medida demonstrava sua "confiança no futuro da Apple" e que os funcionários de tempo integral e de meio período de todos os departamentos têm direito. Cook também disse que a Apple contribuiria com o dobro da quantidade de doações de cada empregado para instituições de caridade, até US$ 10.000, até o fim do ano.

Os trabalhadores da Apple abaixo do nível sênior conhecido como diretor terão direito a receber unidades acionárias. A empresa conta com mais de 120.000 funcionários, incluindo os das lojas de varejo.

Mais Economia