Bolsas

Câmbio

JPM cria unidade de ciência de dados em ações para uso de IA

Stephen Morris e Gavin Finch

(Bloomberg) -- A unidade de gerenciamento de ativos do JPMorgan Chase anunciou que o chefe global de trading de ações, Kristian West, também comandará uma nova unidade de ciência de dados em ações que avaliará como a inteligência artificial pode melhorar decisões sobre investimentos.

"Houve uma forte aceleração na velocidade, na variedade e no volume de dados que podem ser aplicados às nossas tomadas de decisões para investimentos", segundo comunicado de Paul Quinsee, chefe global de ações da unidade de gerenciamento de ativos, visto pela Bloomberg News. "O uso dessas novas técnicas é fundamental para o nosso sucesso futuro."

A unidade de gerenciamento de ativos do JPMorgan, chefiada por Mary Callahan Erdoes, se transformou em uma das maiores do mundo, com US$ 1,9 trilhão em ativos sob gestão, contribuindo com uma proporção cada vez maior da renda global do grupo. A nomeação de West ocorre após a nomeação do ex-trader de crédito Samik Chandarana, indicado em outubro para chefiar uma unidade similar que estudará análises e ciência de dados em seu banco de investimentos.

O JPMorgan já colocou inteligência artificial nos programas de trading para executar transações de ações e é uma ferramenta de prospecção para banqueiros de investimento, publicou a Bloomberg News. A nova unidade também utilizará aprendizagem de máquinas, um subgrupo da IA que utiliza vastos conjuntos de dados para melhorar a utilidade dos algoritmos.

Will Coulby comandará a nova equipe de ciência de dados da divisão de gerenciamento de ativos, segundo o comunicado. Uma porta-voz do banco preferiu não comentar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos