Bolsas

Câmbio

Alguns segredos do maior cruzeiro do mundo, Harmony of the Seas

Brandon Presser

(Bloomberg) -- Em uma época em que muitos turistas exigem "experiências autênticas", o setor de cruzeiros dobra a aposta exatamente no oposto: diversão completamente fabricada. A líder do setor é a Royal Caribbean Cruises, cujos meganavios são um destino em si mesmos: seus restaurantes, cassinos, musicais do nível da Broadway, festas de discoteca silenciosa, pistas de patinação, karaokês, clubes de dança e salas de jogos de fuga são apelos tão atraentes que alguns hóspedes nem sequer se preocupam em saber onde o navio vai atracar.

Então, quando essa linha de cruzeiros me convidou para ser diretor temporário de seu maior navio, o Harmony of the Seas -- cinco vezes maior do que o Titanic --, eu sabia que aquela seria a semana mais louca da minha vida.

Como diretor de cruzeiros, minha principal responsabilidade era velar pela felicidade de 6.322 passageiros e mais de 2.200 tripulantes. Ao longo de uma semana, administrei todos os departamentos, das atividades náuticas e de entretenimento à receita a bordo, certificando-me de que todos e tudo funcionasse em harmonia. De abastecer o maior buffet do mundo e evitar desastres gastrointestinais até receber hóspedes famosos, tudo é 10 vezes mais louco quando você é o prefeito de uma cidade que flutua no meio do mar.

Códigos secretos

É fundamental que a equipe tenha palavras secretas para que os passageiros não se assustem se algo der errado. Um "30-30" significa que a equipe está pedindo que o zelador limpe alguma bagunça; registrei três vezes durante a minha temporada um "PVI" (incidente de vômito em público). "Alpha" é uma emergência médica, "Bravo" é um incêndio e "Kilo" é um pedido para que todos os funcionários assumam suas posições de emergência, o que ocorre, por exemplo, se houver necessidade de uma evacuação. Desconfie de "Echo", usado se o navio estiver começando a ficar à deriva, ou de "Oscar", que significa que alguém caiu no mar. Um membro da tripulação me disse que teve apenas quatro ou cinco "Oscars" em 10 anos de cruzeiro.

Mensagens subliminares

A primeira coisa que os hóspedes veem ao entrar na cabine é um videoclipe animado na tela da TV sobre lavar as mãos. A música é tão fácil de lembrar quanto uma canção de Katy Perry e foi pensada para que você use o álcool em gel disponível no navio, cuidadosamente posicionado em lugares de muito trânsito (como na entrada dos principais refeitórios e teatros) por funcionários seniores. Junto com as brincadeiras dos mestres de cerimônias em grandes eventos coletivos -- "Você já lavou suas mãos 50 vezes hoje? Eu já!"--, o jingle é parte do esforço incansável da equipe para evitar um possível surto de norovírus.

Mas a higiene é apenas um dos objetivos do uso frequente de mensagens subliminares. Promoções especiais no navio incentivam os passageiros a se espalharem quando certas áreas ficam congestionadas e fazer com que os hóspedes circulem pelo navio sutilmente é um incentivo para que eles diversifiquem (e aumentem) seus gastos a bordo. Se a receita do cassino estiver baixa, por exemplo, a gerência sênior pode organizar um sorteio ou um karaokê perto dos caça-níqueis para direcionar o movimento das pessoas para lá e incentivar os passageiros a ficarem (ou, melhor ainda, a jogarem) ali por um tempo. Os gerentes de atividades muitas vezes filmam as promoções diárias dos eventos a bordo com um café gelado do Starbucks na mão, um discreto lembrete de que os passageiros podem comprar uma dose de venti latte no Deck Six. Geralmente esses anúncios velados visam a aumentar os lucros do navio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos