ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Saída de diretor do Airbnb torna cronograma de IPO incerto

Olivia Zaleski

02/02/2018 12h44

(Bloomberg) -- O diretor financeiro do Airbnb, Laurence Tosi, deixará a empresa de aluguel de residências em meio a tensões e à reformulação dos cargos de alto escalão. A saída levanta dúvidas a respeito do cronograma da oferta pública inicial, que agora será adiada no mínimo até o ano que vem.

A empresa de São Francisco anunciou na quinta-feira a nomeação de Belinda Johnson como diretora de operações. Johnson, 50 anos, entrou no Airbnb em 2011 como a primeira executiva contratada por Brian Chesky, o cofundador e CEO do Airbnb. Como diretora jurídica e de assuntos comerciais, Johnson liderou as iniciativas de trabalho com governos municipais e está na linha de frente das muitas batalhas legais da empresa.

"O cargo de diretor de operações é um dos mais importantes de qualquer empresa", disse Chesky em comunicado. "Antes das festas de fim de ano tomei uma decisão a respeito da pessoa certa para o trabalho e estou muito animado por anunciar que escolhemos Belinda Johnson."

Tosi, que foi diretor financeiro da Blackstone Group e era um dos executivos de maior visibilidade de Wall Street antes de entrar no Airbnb, em 2015, soube da decisão de Chesky de nomear Johnson como diretora operacional na segunda-feira à noite, disseram pessoas a par do assunto. Tosi queria o cargo para si, mas estava em conflito com Chesky nos últimos tempos porque buscava mais controle, disseram as pessoas, que pediram anonimato por discutirem questões de pessoal. Tosi informou a Chesky que deixaria o Airbnb naquela mesma noite, mais tarde.

Apesar de o Airbnb ter crescido ao lado da Uber Technologies, a empresa de alojamentos para viagens não é conhecida pelas intrigas internas. Chesky apresentou comportamento amável e quase sem drama ao transformar sua fragmentada empresa em um negócio global avaliado em US$ 31 bilhões. Outra diferença em relação à Uber é que o Airbnb é rentável desde o ano passado, em grande parte graças à disciplina financeira de Tosi. Agora, as duas startups de tecnologia mais valiosas dos EUA estão sem diretor financeiro.

"Sei que as pessoas perguntarão o significado dessas mudanças para um possível IPO. Deixe-me falar francamente a respeito. Não abriremos o capital em 2018", disse Chesky no comunicado. "Estamos trabalhando nos preparativos para abrir o capital e tomaremos decisões a respeito segundo o nosso cronograma."

Antes de entrar no Airbnb, Johnson trabalhou como conselheira geral do Yahoo e da Broadcast.com de Mark Cuban. Ela também foi nomeada para o conselho do PayPal há um ano. Como diretora de operações do Airbnb, se torna uma das mulheres mais poderosas do Vale do Silício.

Quando Tosi estava na Blackstone, Steve Jobs, da Apple, tentou contratá-lo como diretor financeiro, no início da década. Tosi informou o CEO da Blackstone, Steve Schwarzman, a respeito e recusou o trabalho na Apple. No Airbnb, Tosi era visto pelos funcionários como um operador perspicaz que não se adaptou à cultura progressista do Airbnb e que não acompanhava as grandes ambições de Chesky, disseram três pessoas que trabalharam com ele. Tosi, que completa 50 anos na semana que vem, se concentrou mais na redução de custos e na busca de empresas que gerassem receitas, e não mudanças de paradigma, disseram.

Mais Economia