Bolsas

Câmbio

Mães britânicas são penalizadas por trabalhar meio período

Andrew Atkinson

(Bloomberg) -- As mães no Reino Unido ainda pagam uma pena significativa por trabalhar meio período, de acordo com o Instituto de Estudos Fiscais (IFS, na sigla em inglês).

Em um relatório publicado nesta segunda-feira, a empresa de pesquisa com sede em Londres disse que as mulheres recebem cerca de 20 por cento menos por hora do que seus pares homens e podem esperar ganhar um terço a menos quando seu primeiro filho completar 20 anos.

Embora a diferença tenha caído no grupo de menor escolaridade, de 28 por cento em 1993 para 18 por cento, não houve nenhuma melhoria para as mulheres formadas - que continuam ganhando 22 por cento menos que seus colegas homens. O IFS afirmou que um fator chave é que as mulheres constituem a grande maioria dos trabalhadores de meio período, que ficam de fora dos aumentos salariais aplicados aos funcionários que trabalham em tempo integral à medida que ganham experiência.

"É notável que os períodos passados em trabalhos de meio período levem a praticamente nenhuma progressão salarial", disse Monica Costa Dias, diretora associada do IFS, que ajudou a escrever o relatório. "Entender os motivos disso deve ser uma prioridade para governos e outros."

A questão do pagamento igualitário está em destaque no Reino Unido porque em abril termina o prazo para que as empresas cumpram novas regras de divulgação. Casos notáveis de disparidade salarial - como entre funcionários da emissora pública BBC - foram criticados por políticos e pela população.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos