ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Amazon abre vagas para escritório de Web Services na Argentina

Jorgelina do Rosario e Carolina Millan

05/03/2018 12h19

(Bloomberg) -- A divisão de serviços de dados da Amazon.com está recrutando para vários cargos na Argentina, sinal de que a varejista da internet está expandindo sua presença na América Latina além do México e do Brasil.

A empresa com sede em Seattle está anunciando oito vagas em tempo integral para a unidade de computação em nuvem Amazon Web Services. Entre as ofertas de emprego divulgadas no site corporativo da Amazon há vagas para um consultor sênior em migração, gerentes de contas de vendas e instrutor técnico.

"Você gostaria de fazer parte de uma equipe dedicada a aumentar a adoção dos Amazon Web Services desenvolvendo contas na Argentina?", pergunta a publicação. A empresa também publicou uma imagem de um casal dançando tango na conta do Twitter dos AWS na América Latina, com a legenda "Quando gostamos de algo, dançamos para comemorar! #AWSArgentina", com um link para um site com as ofertas e a menção de um escritório local.

A Amazon vem expandindo sua infraestrutura de computação em nuvem em todo o mundo, à medida que mais empresas pagam para que seus dados e aplicativos sejam hospedados de forma remota. Para empresas de tecnologia, ter um centro de dados da Amazon por perto ajuda a reduzir os custos e melhorar as velocidades de dados, em comparação com depender de sites fora do país. AWS é a unidade mais lucrativa da Amazon.

Especulava-se que a Argentina estava disputando contra o Chile para ser a sede de um novo centro de dados da Amazon na América do Sul, um sinal do sucesso do presidente Mauricio Macri em reinserir o país na economia global. Macri se reuniu no final do ano passado em Nova York com Elaine Feeney, vice-presidente da Amazon para a expansão da infraestrutura global. A Argentina é o lar de várias empresas on-line, como a varejista MercadoLibre, que usa os AWS para hospedar suas plataformas.

Representantes dos AWS confirmaram que estão contratando para o lançamento de um escritório local na Argentina, que foi anunciado em julho. Eles disseram que a empresa não tinha mais comentários a fazer sobre a localização de um novo centro de dados dos AWS.

A Amazon obtém a maior parte de sua receita nos EUA, na Alemanha, no Reino Unido e no Japão. Sua unidade de varejo on-line comprometeu US$ 5 bilhões para se expandir para a Índia e entrou na Austrália no início deste ano. A companhia também anunciou em outubro passado sua intenção de expandir as vendas no Brasil, restrita a livros, e incluir produtos eletrônicos.

Mais Economia